12/08/2019 às 10h19min - Atualizada em 12/08/2019 às 10h19min

Pastor e psicanalista fala sobre a violência nossa de cada dia

Euzimar Nunes - Euzimar Nunes


Violência é o tema mais discutido nestes dias. Mas quando pensamos ou falamos de violência, quase sempre transferimos a violência ou o problema da violência para os outros e não assumimos que é um problema meu e a causa principal está em mim.
 
Frases como:
 
• Ninguém faz nada para conter a violência;
• Ninguém aguenta mais a violência que aí está;
• É preciso fazer alguma coisa...
 
De quem é a culpa pela violência desenfreada que nos afeta?
 
• Uns dizem que é problema do governo;   outros dizem que é problema da polícia;  ainda outros, afirmam ser problema social muitos discursos gritam que a falta de educação adequada é a grande causa da violência.
 
• Há quem afirme que a mídia promove a violência;
• Para uma grande maioria, a violência se deve a falta de punição aos violentos;
• Ausência de leis também é citada como vilãs da violência;
• A desestrutura familiar é vista também como a grande responsável;
 
A lista é muito grande de culpados, mais poucas vezes, assumimos que a violência está intrínseca em cada ser humano e consequentemente passando as instituições dirigidas é claro, por seres humanos.
 
Minha proposta é chamar a nossa atenção para a violência que cada um de nós está praticando nosso dia a dia. Acredito que quando nos conscientizarmos de que a violência é problema nosso tanto a causa como as consequências, muito faremos para minimizar este que é considerado um dos maiores se não o maior problema do nosso tempo.
 
A Bíblia nos afirma que: “Porque do coração procedem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. (Mateus 15:19); pois é do interior, do coração dos homens, que procedem os maus pensamentos, as prostituições, os
furtos, os homicídios, os adultérios, a cobiça, as maldades, o dolo, a libertinagem, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a insensatez; todas estas más coisas procedem de dentro e contaminam o homem.” (Marcos 7:21-23).
 
 
Diante desta afirmativa, temos como afirmar que todo ser humano tem um quê de violência dentro de si, bastando que algo aconteça para acordar a violência adormecida dentro de cada um de nós. Se todos trazem no seu DNA esta característica, como mudar este quadro? Não é simples, mas é possível. Precisa mudar o coração do homem. A mudança não é física, mas
sim, uma mudança espiritual. “Também vos darei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne.
 
Euzimar Nunes -Pastor da Primeira Igreja Batista em Araguaína,
Palestrante nas áreas de Ética, família, motivação, educação,relacionamento.
preuns@gmail.com – (63) 3414-7452.

 
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento