22/06/2019 às 11h30min - Atualizada em 22/06/2019 às 11h30min

Cinthia Ribeiro pilota um avião em chamas; um voo que dá medo aos passageiros

Alberto Rocha - Alberto Rocha


Artigo de opinião- Alberto Rocha
 
 
Tem coisas que a gente não esquece. Uma delas é o João do povo, ou melhor, o João Ribeiro, o João das emendas, o João das obras.
 
Mas o assunto aqui é a Cinthia Ribeiro, viúva de João Ribeiro e que ganhou a prefeitura de Palmas de graça. Aqui não se discute se Cinthia estava ou não à altura do cargo, e sim, a maneira como ela é vista pela população e classe política como  gestora da capital .
 
Cinthia assumiu a prefeitura como se assume um Boeing 747 em pleno voo, abastecido para uma longa viagem. Depois de algum tempo de voo, vieram as turbulências e a pilota parece que não está conseguindo manter a aeronave  no ar. Mau tempo ou falta de intimidade com o manche?
 
Muitas pessoas ligadas  à prefeita  reclamam  e já tem gente dizendo: vamos embora  antes que o avião caia. Isso porque as derrapadas no ar indicam que Cinthia adota comportamento kamikase, suicida. As manobras arriscadas podem jogar o avião no chão a qualquer momento.
 
  1. Cinthia estaria sendo blindada por uma turma de Brasília, pessoal que ajudava o próprio João Ribeiro. Tudo indica que essa trupe federal é quem está pilotando o avião, que corre o risco de cair no lago. Brasília é escola.
  2. As licitações menores da Prefeitura estão sendo feitas por meio de carta convite, modalidade de licitação entre interessados, cadastrados ou não, escolhidos e convidados em número mínimo de 3 (três) pelo órgão licitante.Por que será?
  3. Onde estão as obras com a marca Cinthia?
  4. Onde está a sustentação política da prefeita, capaz de levá-la a uma possível reeleição?
  5. Como fica o grupo do mentor político de Cinthia (Amastha), responsável pela ascensão da prefeita?
 
Alguém avisa à prefeita  e ao grupo que a auxilia que só avião é quem voa com o nariz empinado. Digam também para a prefeita que ainda dá tempo para apagar as chamas do avião.
 
Caso contrário, a única manobra correta para Cinthia Ribeiro daqui para frente será a de tentar salvar sua curta história política, construída às custas de João Ribeiro, capitaneado por Amastha.
 
Alertem  também à pilota do Boeing 747 que as articulações políticas para a tomada da Prefeitura já começaram, e pelo Palácio Araguaia.

 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento