19/08/2019 às 11h25min - Atualizada em 19/08/2019 às 11h25min

Capixaba e Bassani dizem que partido não abre mão da majoritária.


O ex-vereador e empresário, Batista Capixaba, vem defendendo que seu nome esteja na provável chapa majoritária para prefeito de Araguaína na eleição do ano que vem.  Ele teve aval do presidente estadual, Antonio Jorge durante o evento na capital. Batista se filiou no PSL.
 
Capixaba sabe aonde quer chegar, e para isso tem levantado a bandeira do partido, assim como a linha ideológica onde o discurso é o da renovação e da defesa da ética, e da moral espelhando-se na postura combativa do presidente Bolsonaro. “Nosso desafio é fortalecer o partido através dessa eleição sem esquecer a linha política e ideológica que tanto marcou a eleição presidencial em 2018, temos o respaldo do grupo nacional, defende o mais novo líder do PSL de Araguaína.
 
Ciente de que o período ainda é de pré-campanha, ele garante que qualquer mobilização e atitude para inflar sua candidatura não serão tomadas de forma abrupta atropelando as regras do partido que tem como presidente municipal, seu braço direito, o pecuarista Renato Bassani.
 
Ferrenho opositor da gestão atual, não se pode negar a sua influência e atuação no Parlamento municipal, o que lhe garantiu dois mandatos de vereador na cidade. Ele também encabeçou a chapa como vice-prefeito obtendo 17.052 votos alcançando o 3º lugar na disputa da eleição de 2016.
Para alguns veículos de comunicação, tem afirmado que o seu nome se encaixa perfeitamente no perfil de candidato mais popular. “Levando em consideração, os prováveis nomes que vem surgindo como candidatos, somos com certeza o que mais pode cair na simpatia e na graça do povo”.
  
Confira um resumo do ideário político de Capixaba:
 
A postura com o povo
 
Sobre como lidar com o povo, ele sustenta que durante seus dois mandatos de vereador, foi bastante popular. Sua postura simples e aguerrida contra os desmandos e possíveis conchaves políticos na casa deu-lhe um perfil de luta, porém, sem se afastar das causas populares. “Tenho o perfil de candidato popular, e isso me favoreceu manter a cabeça erguida diante da sociedade araguainense mesmo sem mandato”.
 
Melhorar a distribuição dos benefícios
 
Quando lança seu olhar para a arrecadação de impostos cobrados pelo município, logo deixa claro o quanto o montante deixado nos cofres é mal empregado em benefícios para a população. Batista entende que o excesso de tributação prejudica o empregador e emperra a geração de emprego.
Nesse aspecto, Capixaba critica os serviços prestados pelas secretarias municipais. Para ele, o número de pessoas que procuram auxílio é grande, sem que essas encontrem soluções para sua demanda mais simples.
 
É bem claro quanto a ampliação e necessidade de distribuir os benefícios à população. “Não é possível arrecadar tanto e deixar o povo sem solução para seus problemas prestando um serviço tão precário, na certeza que com esse dinheiro disponível, podemos fazer muito mais”.
 
Reduzir tributos para atrair empregos
 
Um dos pontos mais necessários defendidos por Batista é no tocante a empregabilidade e os fatores que impedem sua ampliação. No seu entendimento, a solução seria reduzir a carga tributária que recai sobre o empregador, fator esse que impede a renda familiar e uma maior circulação comercial.
 
É preciso rever isso e abrir uma nova discussão com a sociedade, objetivando a redução e abertura econômica onde o empregador não carregue nos ombros essa carga tributária que afasta o patrão e bloqueia o acesso do trabalhador ao mercado de trabalho”.
 Ainda expondo suas ideias, o potencial candidato asseverou que suas propostas vão de encontro à cartilha da renovação política do partido e que a chance de emplacar sua candidatura vitoriosa aumentou com o apoio da executiva nacional do PSL. ( Emílio Lopes).



 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento