16/08/2019 às 19h34min - Atualizada em 16/08/2019 às 19h34min

Ataídes joga para Deus a difícil missão de decidir o futuro político

Alberto Rocha - Alberto Rocha

imagem de internet


Alberto Rocha
 
Deus fez o mundo em sete dias. Da costela do homem fez a mulher. Confundiu as línguas na torre de babel, abriu o mar Vermelho para os israelitas passarem; livrou Daniel da boca dos leões.
 
Eis que surge outro desafio no caminho do criador: decidir se Ataídes Oliveira vai ser ou não candidato a prefeito de Palmas. A missão se torna difícil porque Deus não costuma se envolver nesse tipo de querença eleitoral.
 
Ataídes parece que  esqueceu que é presidente do mesmo partido da atual prefeita Cintha Ribeiro, que já se declarou também pré-candidata à reeleição. Conforme declarou ao jornalista Cleber Toledo, Ataídes disse que só não será candidato a prefeito de Palmas “se Deus não quiser”.
 
A sensação é  que a declaração de Ataídes fecha a porta do diálogo entre ele e Cinthia, e que a relação entre os dois fica infestada de “insetos e bichos”.
 
Eu não sou Deus, mas caso fosse, eu diria a Ataídes: Não quero.
 
Com todo respeito à fé de Ataídes,  mas em política é preciso consultar   a metafísica, especialmente o  principio da Impenetrabilidade, que diz que “dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço”. Ou ele ou Cinthia.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento