03/06/2019 às 09h35min - Atualizada em 03/06/2019 às 09h35min

Carlesse no DEM e Marcelo no comando do MDB: duas realidades diferentes

Alberto Rocha - Alberto Rocha

foto de internet

Alberto Rocha

O governador Mauro Carlesse deixa PHS e se muda de mala e cuia para o DEM, e o ex-governador  Marcelo Miranda toma o MDB. Dois acontecimentos que mostram duas realidades bem entes.
 
 
Primeira: A ida de Carlesse para o DEM é o mesmo que trocar 6 por meia dúzia, não muda em nada o cenário político do Tocantins. O governador assumiu apenas uma das 12 vice-presidências do partido, cargo que, dificilmente, lhe dará poder para mudar alguma coisa no Estado. A deputada federal Dorinha Seabra vai continuar mandando e desmandando no partido no Tocantins, com as bênçãos do todo poderoso do partido, Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto, o ACM, atual prefeito de Salvador- BA.
 
Segunda: A presidência estadual do MDB é uma espécie de balão de oxigênio para Marcelo Miranda. O cargo dá ao ex-governador fôlego para continuar vivo na política estadual, seja como possível candidato a algum cargo ou como articulador  das eleições municipais do ano que vem.
 
Os três mandatos de governador deram a Marcelo Miranda visibilidade e aproximação com o alto xerifado do partido no País, entre eles, o manda-chuva e encrencado com a justiça, Michel Temer, que ora está preso, ora está solto, mas é o quem manda nas rédeas do MDB.
 
Também, a presidência do MDB dá a Marcelo o poder de influenciar e até de decidir quem serão os candidatos do partido no ano que vem nas principais cidades do Estado, em especial Palmas, Araguaína, Paraíso, Porto Nacional, Araguatins e Gurupi.
 
Em Araguaína, por exemplo, o deputado estadual Jorge Frederico assumiu a liderança do MDB e já adiantou que é pré-candidato do partido nas próximas eleições municipais,deixando para trás outro deputado do MDB, que também sonhava em ser candidato pela sigla, Elenil da Penha.. Jorge deverá ter  o apoio de Marcelo Miranda.
 
Resumindo: Se a ida de Carlesse para o DEM não muda o preço do feijão no Tocantins, já a presidência do MDB nas mãos de Marcelo Miranda pode ajudar a aumentar a cotação do dólar no mercado da política tocantinense.
 
 
 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento