12/04/2019 às 17h09min - Atualizada em 12/04/2019 às 17h09min

Fraudineis tem a faca, mas Dimas leva o queijo

Fraudineis tem a faca, mas Dimas leva o queijo

Artigo de opinião – Alberto Rocha

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, viajou para um negócio lá na China. Fraudineis Fiomari, o vice, assumiu a Prefeitura com um orçamento de mais de 500 milhões de reais só para este ano.

Eu também gostaria de comandar a Prefeitura. Eu teria a faca e o queijo na mão e faria tudo que eu quisesse; mas não fui eleito para nada.

Fraudineis, a pedra de Jaspe do deputado Elenil da Penha, teria  a chance de ter a faca e o queijo na mão e mostrar sua capacidade de administrar e de fazer política. Mas não  vai acontecer nada além daquilo que Dimas já deixou escrito. Aqui, Fraudineis tem a faca; Dimas tem o queijo, na China.
 
Fraudineis, com a faca e o queijo na mão até poderia fazer algo e mostrar sua competência. Ele é capaz, mas deixaram só a faca cega na mão dele; levaram o queijo para bem longe. Não adianta ter só a faca na mão se o principal, o queijo, está a milhares de quilômetros daqui, lá na Ásia.

O vice sabe que, enquanto Ronaldo Dimas voa para China, ele permanece aqui  com os pés fincado  na  realidade, e não poderá fazer nada além do que ficou determinado. Assumir a Prefeitura por uns dias só com a faca na mão  não adianta nada. É o mesmo que falar inglês influentemente  e viver esquecido numa mata.

É indiscutível que quando o negócio da China terminar, o vice voltará  à  dura realidade e saberá mais uma vez que, na administração Dimas,  viverá sempre à sombra do visível.

Alberto Rocha- é jornalista
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento