28/03/2019 às 10h34min - Atualizada em 28/03/2019 às 10h34min

Única oficina ortopédica pública do Tocantins está em fase de acabamento

As obras de construção da Oficina Ortopédica de Araguaína já estão 70% concluídas e chegam agora à fase de acabamento. Construída com recursos federais, disponibilizados pelo Ministério da Saúde, com contrapartida do Município, o prédio tem previsão de conclusão em 30 dias e será a única unidade pública do Estado do Tocantins.
 
Concluídas as obras, seguem para as fases de mobília, equipamento e demais providências necessárias para funcionamento. “Havendo disponibilidade de recursos pelo Ministério da Saúde, o início das atividades poderá ser ainda neste ano”, ressaltou o secretário municipal da Saúde, Jean Luís Coutinho.
 
A oficina funcionará ao lado do Centro Especializado em Reabilitação (CER) Luiz Flávio Quinta, localizado entre os loteamentos Cidade Nova e Lago Azul. Nela serão fabricados produtos ortopédicos, como próteses, órteses, palmilhas, entre outras adaptações que devolvem autonomia para pessoas com deficiência. Os produtos serão confeccionados de acordo com a necessidade de cada pessoa, com moldes específicos e personalizados.
 
Instalações

O local contará com sala de atividades, sala de gesso, duas salas de treinamento, duas salas de provas, sala de moldes e gesso, sala de moldes e próteses, sala de tapeçaria e costura, dois consultórios, almoxarifado, sala de recepção e espera, fraldário, copa, dois banheiros, duas varandas e estacionamento para cinco carros.
 
Tanto o CER quanto a oficina oferecerão assistência médica gratuita para a habilitação e reabilitação de pessoas com deficiências auditiva, física, intelectual e visual.

CER

O Centro Especializado em Reabilitação integrará a Rede Estadual de Atenção à Pessoa com Deficiência e está regulado conforme diretrizes da política nacional de Saúde do Ministério da Saúde. Em sua plena atividade, a capacidade de atendimento será para uma média diária de 100 pacientes de Araguaína e municípios circunvizinhos que fazem parte da região Médio Norte e Bico do Papagaio.
 
Com dados da Secretaria Municipal da Saúde, estima-se que, 22% da população do Estado sofrem de algum tipo de deficiência. Com isso, há a necessidade de aprimorar a rede de atenção a estes assistidos. Especificamente em Araguaína, a estimativa é 24% de pessoas, o que corresponde a aproximadamente 40 mil pessoas. (ascom).
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento