17/08/2019 às 06h46min - Atualizada em 17/08/2019 às 06h46min

Falta de segurança, sujeira e poluição expõem motoristas e passageiros a riscos na travessia do rio Araguaia


foto-silene borges

Alberto Rocha - Silene Borges
 
Não há outra palavra para definir a situação da balsa que faz a travessia do rio Xingu em São José do Xingu, senão preocupação. Se atravessar rios de balsas já é perigoso, ainda mais  quando faltam itens básicos de segurança para as pessoas, como foi flagrado  na travessia do rio Araguaia, entre Xambioá-TO, a São Geraldo, PA.
 
A precariedade ou falta de equipamentos básicos de segurança para os usuários, como coletes salva-vidas, estavam sem condições aparente de uso; os extintores estavam vazios, colocando em risco a segurança a vida de quem utiliza esse tipo de transporte na região.
 
Também, a reportagem  flagrou a  balsa (piões) sendo puxada por um  barco que não era o especificado em placa da própria empresa Pipes.  No flagrante,  a balsa teria que ser  puxada pelo barco 142, mas outro barco, o de registro  83 era quem fazia o serviço. Não se sabe qual risco essa mudança poderia representar aos usuários.
 
Ainda, por ironia, existem placas alertando para os cuidados e higiene no local:  “procure manter este local sempre limpo e organizado. Faço deste ambiente uma extensão do seu lar”.  (sic).
 
Mas pelo que se viu, não passa de apenas um simples aviso.  Se sobra placa, falta higiene por ali.

Além de sujeira, os usuários podem contemplar a poluição do meio do rio Araguaia. A reportagem flagrou um tambor de combustível vazio, que  boiava no meio do rio, perto da balsa que atravessa os veículos. Testemunhas disseram que o tambor foi jogado no rio pelo barco  83, que puxava a balsa no momento.
 
Além de problemas comuns, como falta segurança, de  higiene e poluição do ambiente, os motoristas ainda reclamam dos preços cobrados por veículo na travessia. Um caminhão vazio de seis eixos paga 131 reais, e se estiver carregado, o valor sobre para 145 reais. Já carro pequeno, o motorista tem de desembolsar 21.50, se quiser atravessar.
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento