12/09/2019 às 09h21min - Atualizada em 12/09/2019 às 09h21min

Amastha está fora da disputa eleitoral; direitos políticos suspensos por 3 anos

Alberto Rocha - Alberto Rocha

foto de internet


Alberto Rocha
 
A pouco mais de um ano para as eleições municipais do ano que vem, mais um balde de água fria é jogado nas pretensões políticas de Carlos Amastha, ex-prefeito de Palmas e um dos  políticos mais polêmicos do Tocantins.
 
Dessa vez, o colombiano foi condenado pela  justiça  por improbidade administrativa, por ter desrespeitado decisões judiciais que obrigavam o ex-gestor nomear aprovados em concurso público. A justiça suspendeu os direitos políticos de Amastha por 3 anos. Ainda cabe recurso.
 
A  condenação a Amastha  foi dada pelo juiz José Maria Lima, na qual determinou que Amastha deve ter os direitos políticos suspensos por três anos.
 
Com a decisão, proferida nesta quarta-feira, 11, Amastha está praticamente fora da disputa por qualquer político nas eleições do ano que vem, logo ele que planejava se candidatar a vereador pela capital, com o objetivo de manter vivoo projeto de chegar ao Palácio Araguaia em 2022.
 
 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento