31/07/2019 às 15h51min - Atualizada em 31/07/2019 às 15h51min

Ciganas consultam e prescrevem remédios no norte do Estado



Alberto Rocha

 
Fora a medicina alternativa, a legislação brasileira é clara ao dar exclusividade para  poucos profissionais da área médica para  a prescrição de medicamentos, especialmente médicos, que são profissionais formados em medicina.
 
Mas essa regra parece que está sendo quebrada em Araguaína por  mulheres ciganas, que estariam  agindo livremente numa das avenidas mais movimentadas de Araguaína, a Cônego João Lima. Segundo denúncias, as ciganas estariam  “consultando” pessoas e passando receitas com medicamentos químicos, o que é ilegal.
 
O portal de notícias otocantins não conseguiu apurar junto às ciganas se elas são formadas na área médica e se têm registro no conselho regional de medicina- CRM.   Caso elas não sejam formadas nem possuam  CRM,  elas podem ser enquadradas na prática ilegal da medicina, o que é  crime no Brasil.
 
De acordo com alguns atendentes de farmácias na Cônego, pessoas estão levando receitas de remédios passadas pelas  “médicas” ciganas. “Muitas pessoas vêm aqui com essas receitas estranhas, dizendo que  foram as ciganas que receitaram. Agente não vende, pois não tem validade, além dos riscos para os pacientes”, afirma um atendente de Farmácia na Cônego.
 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento