23/07/2019 às 08h18min - Atualizada em 23/07/2019 às 08h18min

Menino acha fóssil de mais de 12 metros de comprimento e que viveu há mais de 8 milhões de anos no Brasil



 
Robson Cavalcante, de 11 anos,  encontrou  um fóssil de um réptil pré-histórico enterrado às margens de um rio. O menino achava que se tratava de um dinossauro.
 
Ele e seu pai acharam o fóssil e um paleontólogo  já foi ao local para fazer a remoção. “Estava pescando com meu pai, aí pisei em alguma coisa diferente e chamei ele. Meu pai escavou um pouco e eu achei que era um dinossauro”, disse o menino.
 
O pai do contou que sempre gostou de histórias sobre animais pré-históricos e costumava escavar locais próximos ao rio para tentar descobrir fósseis. “Eu sempre gostei e meu filho acabou também se interessando por esse assunto. Tanto que, quando encontramos, ele disse: ‘olha pai, nós achamos nosso dinossauro’. Ficamos muito felizes porque realizamos um sonho mesmo”, falou o pai.
 
O Réptil
 
De acordo com o  pesquisador, o fragmento encontrado é uma mandíbula que compõem o crânio de um Purussauro – um réptil pré-histórico – que viveu há mais de 8 milhões de anos nos rios e pântanos da floresta amazônica e que tinha mais de 12 metros de comprimento.
 
“É um jacaré Purussauro, um dos maiores que já existiram na Amazônia, mas isso há cerca de 8 milhões. É uma mandíbula completa, no caso, pode até se considerar um material inédito. Parece que além da mandíbula, tem um crânio que está sendo exposto. Então, isso tem relevância científica e museológica também, é um patrimônio público”, afirmou o paleontólogo.
 
O pesquisador parabenizou o trabalho do carpinteiro e pai do menino que fez a escavação com todo cuidado e, praticamente, não danificou o fóssil. “O senhor José foi bastante habilidoso em tirar o material até certo ponto. Tem que dar parabéns para o trabalho que ele fez, é um trabalho de paciência, um trabalho de técnico”, disse.
 
O achado foi no município de Brasileia, no interior do Acre. (informaçõe Veja).
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento