14/05/2019 às 09h17min - Atualizada em 14/05/2019 às 09h17min

No norte do Tocantins, duas rodovias estaduais em péssimo estado de conservação

- Alberto Rocha



Alberto Rocha
 
As reclamações são constantes, tanto de motoristas quanto de moradores que vivem próximos a duas importantes rodovias estaduais no norte do Estado.
 
Quem utiliza a TO-164, estrada que liga Xambioá a Araguaína, precisa redobrar a atenção para não cair nos buracos.
 
A fluxo de veículos, especialmente de caminhões e carretas, é grande, mas estrada apresenta péssimas condições para o tráfego. Se sobram buracos pela pista, falta acostamento em vários trechos e sinalização. São cerca de 120 km de estrada ruim, e os motoristas reclamam, pois não conseguem andar em seus veículos, além dos prejuízos com pneus furados, peças e o risco de acidentes. Além disso,uma viagem que costuma durar uma hora e meia, de Araguaína a Xambioá, está sendo feita em quase 3 horas.
 
Outra rodovia que se encontra em situação semelhante é a Trnascolinas, que liga Pau D´arco à BR-153 (Belém-Brasília), fazendo a ligação ainda  entre as cidades de Colinas do Tocantins, Couto Magalhães e TO-336, do trecho de Guaraí à divisa com o Estado do Pará.
 
Por lá situação é mesma: buracos, falta de manutenção às margens da estrada, falta de acostamento em alguns trechos e a demora no percurso em função do péssimo estado em que se encontra a rodovia.
 
O portal de notícias otocantins procurou a Secretaria de Infraestrutura do Estado para dar uma resposta sobre as condições das duas estradas. O portal ligou por várias vezes para os telefones disponíveis na internet (63) 3218-7100 e 3218-7148, mas todas as ligações davam ocupadas.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento