16/04/2019 às 10h52min - Atualizada em 16/04/2019 às 10h52min

Governo não prevê concursos nem reajuste para servidores para 2020

- odia
internet

foto internet

Quem estava esperando a chance de entrar para um emprego público ou de ter um aumento no salário vai ter de esperar mais, talvez  2 ou 3 anos. É que a previsão do governo federal começa a fechar  as portas para novos concursos.
A proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020 não prevê concursos não autorizados nem reajustes novos para servidores. A única exceção, segundo o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, é a reestruturação das carreiras dos militares, que terá impacto previsto de R$ 86,85 bilhões nos próximos dez anos.
 
“Não temos ajuste de carreiras. O que está contemplado é a reestruturação da carreira dos militares”, disse Rodrigues. Ele, no entanto, disse que os militares tiveram uma contrapartida, que foi a reforma da Previdência da categoria, que gerará economia de R$ 97,3 bilhões também em 10 anos.
O secretário de Orçamento Federal do Ministério da Economia, George Soares, esclareceu que a LDO apenas prevê a possibilidade de reestruturação das carreiras militares e que caberá ao Orçamento de 2020, a ser votado pelo Congresso no segundo semestre, decidir de onde virão os recursos.
 
Soares acrescentou que apenas os concursos autorizados em anos anteriores e os reajustes fruto de acordos antigos foram pagos em 2019. Neste ano, o governo pagou a última parcela do reajuste de diversas carreiras do Executivo federal, aprovado em 2016.
 
O ministro da Economia, Paulo Guedes, prometeu e assim está fazendo: a expectativa é de que não ocorram concursos públicos no país, ou, ao menos, que sejam feitos em menor quantidade. O presidente Jair Bolsonaro e o ministro editaram o Decreto 9.739/2019, publicado no fim de março, que dificulta a abertura de novos concursos. O texto entra em vigor em 1º de junho deste ano. ( fonte: odia).
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento