08/06/2019 às 06h44min - Atualizada em 08/06/2019 às 06h44min

OAB enquadra BRK por cobrança abusiva de tarifa de água e esgoto


foto de assessoria

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins entrará com Ação Civil Pública contra a empresa BRK Ambiental questionando os altos preços das tarifas de água e esgoto cobradas da população tocantinense.
 
“Consideramos que os valores cobrados pela BRK são excessivos. Vimos aqui os números apresentados pela Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos de Palmas que mostraram um percentual de quase 200% de margem de lucro sobre a tarifa cobrada da população. Diante disso, a OAB tomará todas as medidas judiciais possíveis para garantir que o direito do consumidor tocantinense seja preservado e para evitar que a população seja lesada pela cobrança de tarifas abusivas, má prestação de serviço e falta de transparência”, declarou o presidente da OAB/TO, Gedeon Pitaluga.

A ação é resultado de uma queixa feita pelo presidente da subseção da OAB/TO da cidade de Paraíso do Tocantins, Whillam Maciel Bastos, que citou quatro pontos de reclamação dos consumidores da cidade, como a exacerbada fixação de taxa mínima de faturamento em se tratando de consumidor comercial de 10 metros cúbicos, a diferenciação no valor da água cobrada entre consumidor residencial e comercial, a cobrança de taxa de esgoto consubstanciada sobre o consumo faturado e não sobre o consumo medido e a cobrança de taxa de ligação de esgoto em local que não foi solicitado. 

Números apresentados pela ARP mostram que há indícios de uma sobrecarga financeira aos usuários, quando informa que a tarifa média praticada pela BRK Ambiental no Tocantins é de R$ 5,10 por metro cúbico, enquanto que a despesa total com os serviços por metro cúbico faturado é de R$ 2,56, que resultaria numa margem de indicador de desempenho financeiro de 199,16%. 
 
Investimentos

Por sua vez, o diretor-presidente da BRK Ambiental, Thadeu Pinto, apresentou números de investimentos da empresa no Tocantins. Segundo dados apresentados, a BRK Ambiental já realizou R$ 855 milhões em investimentos e tem previstos outros investimentos na ordem de R$ 1,6 bilhão na melhoria dos serviços no Estado. 
Sobre as margens apresentadas pela ARP, o diretor-presidente da BRK Ambiental questionou os dados, dizendo que essas informações são inconsistentes.  (Assessoria de Comunicação).
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento