01/04/2019 às 16h42min - Atualizada em 01/04/2019 às 16h42min

MPE obtém condenação de jovem que matou integrante de gangue rival na região norte da capital



Em sessão do Tribunal de Júri realizada no último dia 26, o Ministério Público Estadual (MPE) alcançou a condenação de Gleyson Soares Oliveira, acusado de assassinar Cássio Magno da Silva Lopes. O crime, ocorrido em fevereiro de 2014, foi motivado por desentendimento de grupos rivais que disputavam o mercado de venda de drogas na região norte de Palmas. Gleydson foi sentenciado a seis anos de reclusão e teve negado o direito de recorrer em liberdade.
 
Conforme apurado na Ação Penal nº 0032412-93.2015.827.2729, a vítima atravessava a via pública, saindo de um bar em direção a outro, quando foi atingido por um projétil de arma de fogo. O tiro foi desferido da garupa de uma motocicleta pelo réu, inimigo da vítima, por estes pertencerem a gangues rivais. O condenado estava acompanhado de dois outros homens,Maicon Douglas da Silva e de Eduardo Felipe Conceição de Sousa, que também foram levados a júri.
 
Na sessão plenária, além de pedir a absolvição de Maicon e Eduardo Felipe, por insuficiência de provas, o promotor de Justiça Saulo Vinhal sustentou a responsabilização penal de Gleyson Soares Oliveira, teses que foram acatadas pelos jurados, e refutou os argumentos de legítima defesa e de homicídio privilegiado (aquele praticado por violenta emoção, motivada por injusta provocação da vítima). (Assessoria de Comunicação do MPE-TO).
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento