21/01/2022 às 13h25min - Atualizada em 21/01/2022 às 13h25min

Indústria e Comércio apresenta panorama empresarial do Tocantins com mais de 122 mil empresas instaladas no Estado


Foto: Divulgação
 
Para ampliar e fortalecer os fatores socioeconômicos, o Tocantins apresenta crescente aperfeiçoamento das condições que possibilitam a implantação de novos empreendimentos no Estado. Um levantamento realizado pela Sala de Inteligência de Mercado da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), com dados da Receita Federal, aponta que 122.019 empresas estão ativas no Tocantins, sendo que 73% desses estabelecimentos estão concentrados em 12 municípios (Palmas, Araguaína, Gurupi, Porto Nacional, Paraíso do Tocantins, Colinas do Tocantins, Guaraí, Dianópolis, Miracema do Tocantins, Araguatins, Formoso do Araguaia e Pedro Afonso).  Somente na capital, Palmas, encontram-se 33% dos negócios instalados no Estado, o equivalente a 40.067 empresas.

Dentre esses empreendimentos, 58% está classificado como Empreendedor Individual e 33% como Microempresa. Empresas de médio e grande porte correspondem a 5% e as empresas de pequeno porte representam 4% do índice total do Estado.

Garantindo a valorização do potencial da região, o Tocantins oportuniza a manutenção e a chegada de empreendimentos em diversos setores. Do total de 122.019 empresas localizadas no estado, 82% se enquadram no setor de serviços e comércio, 16% no setor da indústria e 8% no setor da construção civil. O setor da agropecuária refere-se a 2% das empresas do estado, com destaque para o município de Lagoa da Confusão que está na lista dos 100 municípios mais ricos do agronegócio no Brasil, ocupando o 6º lugar no Estado com a concentração de médias e grandes empresas do ramo.

De acordo com o Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), a cidade de Lagoa da Confusão alcançou em 2020 o montante de R$ 1.104.584 e o Produto Interno Bruto chegou a R$ 527.336, referentes ao valor das produções de lavouras permanentes e temporárias. O município possui atualmente 82 empresas do setor agropecuário, número que representa um crescimento de 55% relacionado ao ano de 2020, no qual a cidade contava com 53 empresas instaladas.

Para a assessora da Sala de Inteligência de Mercado, Flávia Donato, esse tipo de panorama viabiliza maior atuação do Estado em ações que propiciem o desenvolvimento do Tocantins através da ascensão da economia. “Acompanhar a chegada dessas empresas, de diversos ramos, e o papel delas para o crescimento do estado nos permite não apenas obter dados para análise da evolução desses setores, mas também a elaboração de estratégias voltadas para fatores que irão alavancar o desenvolvimento do Tocantins”, destacou.

O secretário da Sics, Carlos Humberto Lima, ressaltou a importância da divulgação desses dados para que o Estado consiga trabalhar em políticas públicas que propiciem o fortalecimento socioeconômico, além de tornar a população ciente dos resultados das medidas implantadas pelo Governo do Tocantins.

“Com o direcionamento do governador em exercício, Wanderlei Barbosa, estamos trabalhando para tornar o Tocantins um polo de novos investimentos. Através dos incentivos fiscais buscamos oferecer as melhores condições para que o empresário que deseja empreender no Estado, encontre um ambiente propício para o progresso do seu negócio e por consequência do Tocantins. A Sics está sempre atuando para garantir dignidade, segurança política e jurídica para a população através da oferta de empregos e de uma relação próxima e transparente entre a nossa equipe e o público”, frisou o gestor.
(Governo do Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento