15/03/2021 às 07h32min - Atualizada em 15/03/2021 às 07h32min

Governo volta a determinar a suspensão das aulas presenciais na rede pública e particular em todo o Tocantins


Foto: Divulgação
 
O Governo do Tocantins, após reunião com o Comitê de Crise, resolveu suspender as aulas presenciais em todo o Estado a partir da próxima quarta-feira, 17. A determinação faz parte de um novo pacote de medidas que serão implementadas no âmbito estadual, a fim de diminuir as aglomerações e, consequentemente, o avanço da Covid-19 no Estado. O Decreto foi publicado na edição do Diário Oficial da última sexta-feira, 12.

A suspensão das aulas na forma presencial abrange tanto as instituições das redes pública quanto privada, da educação básica ao ensino superior. O Decreto também recomenda aos chefes de cada Poder Executivo Municipal, aos órgãos reguladores dos Sistemas de Ensino e aos responsáveis por mantenedoras das instituições privadas, a adoção de medidas complementares necessárias ao cumprimento da medida, no sentido de reorganizar seus calendários escolares e/ou adotar regime especial de atividades educacionais. 

As medidas foram amplamente discutidas pelo Comitê de Crise e levaram em consideração as altas taxas de ocupação hospitalar em todo o Estado, tanto em leitos clínicos como em UTIs, e o aumento no registro de casos da Covid-19. Dos 139 municípios, apenas 92 haviam retornado com as aulas presenciais. 

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, ressaltou que todas as medidas adotadas pelo Comitê, liderado pelo governador Mauro Carlesse, têm sempre a segurança dos estudantes e servidores como pilar. “Desde o anúncio deste retorno presencial gradual, pontuamos que a suspensão poderia ocorrer novamente, se assim fosse necessário. O que temos acompanhado com a Secretaria da Saúde nos trouxe a segurança necessária para decidir que o melhor, neste momento, é voltarmos a ofertar as aulas não presenciais até que o quadro de saúde seja restabelecido”, explicou.

A secretária reforçou, ainda, que ninguém está sendo prejudicado, pois há a garantia da oferta de aulas na forma não presencial a todos os estudantes da rede estadual.
(Governo do Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento