05/02/2021 às 08h10min - Atualizada em 05/02/2021 às 08h10min

Há dois meses, sistema socioeducativo do Tocantins está sem novos casos de Covid-19 entre adolescentes


Foto: Divulgação
 
O Sistema Socioeducativo do Tocantins, administrado pela Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), está há dois meses sem novos casos positivos de Covid-19, totalizando cinco meses desde o início da pandemia. O baixo índice de contaminação entre os adolescentes se deve a diversas medidas preventivas e a protocolos de intervenção contra o contágio e a disseminação pelo novo Coronavírus, promovidas pelo Núcleo de Saúde do Sistema Socioeducativo.
 
Destaca-se que, nos primeiros três meses da pandemia, não houve casos positivos de Covid-19, sendo registrado o primeiro somente em junho de 2020, se concentrando basicamente nos quatro meses seguintes. Explica-se que o último caso registrado foi em novembro, quando apenas um adolescente recebeu o diagnóstico positivo, apresentando sintomas leves da doença.
 
Casos
 
De acordo com os boletins semanais disponibilizados pelo Núcleo de Saúde do Sistema Socioeducativo, desde o início da pandemia, oficialmente em março de 2020, foram registrados 48 casos suspeitos; destes, 28 foram descartados e 20 confirmados, porém sem apresentarem sintomas graves da doença. Os casos positivos tiveram acompanhamento, monitoramento e manejo dentro das próprias Unidades Socioeducativas com o apoio da rede de saúde.
 
A coordenadora do Núcleo de Saúde do Sistema Socioeducativo do Tocantins, Daniela Fernandes, ressalta a importância das intervenções rápidas e efetivas realizadas pela equipe que garantiram o total de cinco meses sem casos de Covid-19 entre os adolescentes. “Mesmo sendo um local com maior propensão às vulnerabilidades epidemiológicas, esses números refletem a relevância do trabalho assertivo de prevenção em saúde, como as medidas tomadas em atendimento ao Plano de Contingência, a rapidez no diagnóstico por meio dos exames pela rede de saúde e o tratamento dispensado a esses adolescentes”, destaca.
 
Medidas de prevenção
 
O plano de contingência está em consonância com todas as recomendações dos órgãos de saúde federais, estaduais e municipais, bem como com os órgãos de proteção dos direitos das crianças e dos adolescentes, estabelecendo medidas como: o uso obrigatório de equipamentos de proteção individual, como máscara e álcool 70%; limpeza, sanitização e desinfecção constante dos alojamentos; não compartilhamento de objetos pessoais pelos adolescentes; destinação de alojamento para receber novos internos destinado e para isolamento em casos suspeitos; atendimento individual aos adolescentes em ambientes ventilados ou ao ar livre pela equipe técnica e de saúde, e por videoconferência para audiências e contatos com os familiares;  acompanhamento médico diário pela equipe de saúde; suspensão das visitas, além de um fluxo de atendimento em casos suspeitos de Covid-19. (Governo do Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento