11/09/2020 às 07h34min - Atualizada em 11/09/2020 às 07h34min

Desistência de Jorge Frederico mostra quatro pontos que devem ser considerados numa disputa eleitoral


Foto: Divulgação
 
Alberto Rocha

Muito se falou sobre a desistência de Jorge Frederico (MDB) na disputa eleitoral  da prefeitura de Araguaína. É preciso cautela antes de se opinar sobre uma decisão pessoal. Como diz o ditado: só quem calça o sapato é quem sabe onde o calo está doendo.

No caso do deputado Jorge Frederico não havia sapato apertado nem calo doendo. Houve, sim, uma decisão extremamente difícil, embasada na prudência e num olhar atento às circunstâncias  políticas.

Jorge se valeu de quatro pontos essenciais para sua decisão.

Primeiro: o deputado, apesar de jovem, abriu mão de um sonho antigo, não permitindo que o ego falasse mais alto que as evidências que só ele via naquele momento.

Segundo: Jorge foi humilde ao ceder a vaga para Elenil da Penha, também do MDB. Elenil também apresenta potencial para ganhar as eleições.

Terceiro: Jorge abriu mão da candidatura após ter conseguido arregimentar uma frente ampla de esquerda para enfrentar o candidato de Ronaldo Dimas. Jorge deixou o caminho aberto e pavimentado para Elenil da Penha, que continua buscando apoios importantes para sua eleição.

Quarto: Ninguém foi me buscar o Elenil em casa, ele já estava lá no grupo e sempre afirmando que seria pré-candidato a prefeito. Jorge desistiu, mas continua no grupo.  Agora, é a vez do Elenil sonhar o sonho dos gigantes.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento