18/08/2020 às 07h55min - Atualizada em 18/08/2020 às 07h55min

Caso dos vendedores ambulantes em Araguaína ainda repercute e provoca questionamento na liderança evangélica


Foto: Convenção Batista
 
Acho que não a única pessoa que gostaria de entender, se é que alguém pode explicar, o que está acontecendo com o que pode e o que não pode por causa da Covid 19 em Araguaína.

O que aconteceu com os vendedores ambulantes, diante da abertura do comércio, dos bares, dos templos, das praias, restaurantes, churrascarias?

Não vi resposta ainda para a pergunta de nenhum dos poderes: por que todos acima citados podem funcionar e os vendedores ambulantes não? eles estão ilegais? São eles os que mais promovem aglomeração? Existe alguma lei que proíbe o vendedor ambulante? Refiro-me refiro aos legalizados pelo poder público. 

Alguém pode responder, não apenas para mim, mas a quem interessar possa? Imagino que até agora nenhum dos poderes explicou, muito menos justificou tal ou tais atitudes. Refiro-me ao  executivo, ao legislativo  e judiciário. será que só porque os ambulantes são em número pequeno, ou porque aparentemente são o lado mais fraco das instituições organizadas? Estranho que se proíba vender e orar nas calçadas... isto é, em ambientes abertos. Nos fechados podem. 

Posso estar errado nos meus questionamentos que faço como cidadão que ama Araguaína e não pretendo polemizar; mas não quero silenciar diante do que não consigo entender, porque não vejo alguém com autoridade querendo explicar. 

Sinto-me indignado com o que penso ser injustiça; se não for injustiça, por favor, expliquem para a população o lado JUSTO dessa situação... sempre me posicionei a favor de obedecer os decretos, no que diz respeito à instituição que represento, mas não quero pensar apenas em mim, como se eu e a instituição que represento fossem mais importantes social e economicamente que os demais setores da sociedade. 

Entendo que cada grupo, associação, comunidade, instituição ou ainda, o nome que queira dá, tem o seu valor e precisa ser devidamente respeitado. Queria entender!

Euzimar Nunes - Pastor da Primeira Igreja Batista em Araguaína.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento