09/04/2019 às 21h56min - Atualizada em 09/04/2019 às 21h56min

Aprenda a conversar e será um bom orador

Luis Boenergio É Professor de Língua Portuguesa e Trainer de Oratória

Aprenda a conversar e será um bom orador

 

Você sabe coversar? Você já parou prá pensar, se você realmente sabe conversar com as pessoas que convive? Faça uma auto análise, como está seu nível de conversa, seu papo. Como você se expressa nas rodas de amigos?

 

É claro que todas as pesquisas mostram que cerca de 70% da nossa comunicação é NÃO VERBAL. A linguagem corporal transmite nossos sentimentos e nossas atitudes antes mesmo de falarmos. Por essa razão precisamos melhorar e muito nossa linguagem verbal, já imaginou se corpo não anda falando bem o que você quer que ele fale?

 

Passe a se observar mais a partir de agora. Veja como você está falando. Lembre-se, para se tornar um bom orador, com discurso que convence, que vende, persuasivo, arrebatador, aprenda primeiro a conversar bem nas rodas de amigos.

 

As vezes não observamos o quanto nossa conversa é deficiente, fraca e sem conteúdo e isso infelizmente nos torna uma pessoa também deficiente e sem conteúdo. Essa deficiência pode ser fruto do medo, da exposição, da falta de conhecimento ou ansiedade entre outras coisas.

 

“A maioria das pessoas não tem dificuldade para conversar quando se sente confiante e tranquila. O problema aparece quando a tranquilidade e a confiança dão lugar ao medo e à ansiedade”. GABOR, 2001,Pag. 15, Como iniciar uma conversa e fazer amigos.

 

Para conversar bem, comece aprendendo a ouvir bem as pessoas, ouvir de forma participativa, motivando seu interlocutor a continuar a conversa. Introduza nas suas conversas a alegria e o bom humor, cara fechada não te levará a lugar nenhum.

 

Tenha o hábito de contar pequenas histórias que ouviu, coisas que você considere interessante, tenho certeza que assim você vai motivar seu interlocutor a lhe ouvir, pois estará ilustrando sua conversa. Ao usar uma linguagem corporal aberta, você está enviando a mensagem: “Sou gente boa e quero falar”, desde que o interlocutor queira, claro.

 

 

Lembre-se, ser do contra por qualquer coisa, o tornará uma pessoa antipatizada, chata. As vezes é melhor ouvir sem concordar ou discordar. Ser contrário a ponto de machucar seu interlocutor não te elevará em nada, você não ganhará com isso.  Tem gente que perde amizades pelo simples fato de ter sido contrário a um determinado assunto.

 

 

Então você pode me dizer; professor meu problema é o medo, eu tenho medo de me expressar, tenho medo de ser constrangido, de pagar mico. Tenho dito sempre, medo todos nós temos. Meu conselho; Você precisa fazer um bom treinamento de expressão verbal, para aprender com técnica e algumas ferramentas administrar esse medo, não permitindo que ele seja maior do que sua vontade de vencer.

 

 

Você já deve ter escutado as frases: como ele é bom de papo; como se expressa bem; e por aí vai. Isso significa que com um bom papo, uma boa conversa você será sempre destacado, notado e claro mais sociável por onde passar, será líder.

 

“A boa conversa é o que nos torna interessante. Afinal de contas, passamos grande parte de nossas vidas falando e escutando. Por que ficar entediado e ser entediante quando não é necessário?” EDWIN NEWMAN (1919-2010), apresentador de telejornal.

 

Como sabemos, a conversa é a principal maneira do ser humano expressar suas ideias e sentimentos, desta forma, ter uma conversa agradável, inteligente e interativa é um grande começo ou o verdadeiro começo para que você se torne um grande orador.

 

Essa conversa agradável deve começar com um sorriso, um sorriso verdadeiro é uma forte característica de uma atitude amistosa e da disposição de se comunicar, pois quando usamos uma linguagem corporal aberta, estamos enviando a mensagem: “Sou legal e quero me comunicar”.

 

É fato, a habilidade de se comunicar de forma simples e prática é indispensável para todos os momentos da vida, principalmente para aqueles que desejam algo mais com a fala, ou seja vencer e conquistar seus sonhos.

 

Este algo mais dignifica mudar de nível, conquistar, influenciar pessoas, tornar-se um bom orador, com competência para vender suas ideias e se apresentar bem. Vamos aprender a conversar bem? Comece agora mesmo a se observar.

 

 

DON GABOR em seu livro Como iniciar uma conversa e fazer amigos apresenta a distancia apropriada para conversar

Don Gabor ensina que entender, adaptar-se e respeitar o espaço pessoal de cada um elimina o desconforto que as pessoas podem sentir quando acham que estão perto ou longe de seu interlocutor. Os limites do espaço pessoal dependem do tipo de conversa que você tenha.

Distância íntima – 0 a 40 centímetros: conversas entre casais, familiares e pessoas que estão se abraçando, tocando-se ou sussurrando.

Distância pessoal – 40 a 90 centímetros: conversas entre amigos, familiares ou pessoas que querem se conhecer melhor.

Distância social – 90 centímetros a 1,5 metro: conversas formais entre pessoas num ambiente profissional ou social formal.GABOR, 2001,Pag. 21, Como iniciar uma conversa e fazer amigos.

 

 

Vamos aprender a conversar bem? Comece agora mesmo a se observar. Para Dale Canergie “O treinamento para falar em público é a estrada para a autoconfiança”. Sucesso e boa sorte nas suas conversas.

 

 

 

Referências bibliográficas:

Como iniciar uma conversa e fazer amigos - Don Gabor

Como falar em público e influenciar pessoas no mundo dos negócios Dale CarnegieARNEGIE

SuperDicas para falar bem em público em conversas e apresentações – Reinaldo Polito

  

 

 

 

 

Luis Boenergio

É Professor de Língua Portuguesa e Trainer de Oratória


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento