22/08/2020 às 11h58min - Atualizada em 22/08/2020 às 11h58min

Norte-coreanos são forçados a entregar cachorros de estimação a restaurantes


Créditos: UOL
 
Os norte-coreanos foram forçados a dar seus cães de estimação para serem vendidos como carne, com o suprimento de alimentos de seu país, que sofre com a fome, segundo relatórios.

Kim Jong-Un, o líder do país, proibiu a posse de animais de estimação em julho, classificando a prática como um símbolo de “decadência” e “uma tendência ‘contaminada’ pela ideologia burguesa”, relatou o jornal sul-coreano The ChosunIlbo.

Os animais de estimação, vistos como artigo de luxo no país, estão sendo vendidos para zoológicos ou restaurantes como carne. No entanto, a crise do Covid-19 agravou a já terrível situação econômica da Coreia do Norte.

“As autoridades identificaram famílias com cães de estimação e estão forçando-os a desistir deles ou confiscando-os à força”, disse uma fonte anônima.
 
Animais de estimação foram proibidos por muito tempo na Coreia do Norte porque a liderança do país os considerava decadentes. Contudo, as elites norte-coreanas começaram a manter cachorros como um símbolo de seu status favorecido.

“As pessoas comuns criam porcos e gado em suas varandas, mas pessoas de alto escalão e os ricos possuem cães de estimação, o que alimenta certo ressentimento”, acrescentou a fonte.(Uol).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento