01/07/2020 às 08h51min - Atualizada em 01/07/2020 às 08h51min

Governo vai pagar mais duas parcelas de R$ 600 em três meses, diz ministro


Foto: Economia - IG
 
A prorrogação do auxílio emergencial será feita por meio de um decreto. Com isso, o valor do benefício será mantido em R$ 600. Porém, o governo de Jair Bolsonaro prepara uma estratégia para que as duas próximas parcelas sejam pagas ao longo de três meses.
 
"O objetivo é respeitar o espírito da lei. Pagar R$ 600 num mês e R$ 600 no outro. Só que vamos conseguir com que haja a cobertura de três meses. Vocês vão ver a solução, espero que compreendam e nos ajudem", disse o ministro da economia, Paulo  Guedes, ao ser questionado sobre a prorrogação do benefício pelos parlamentares.

Guedes argumentou que o governo quer prorrogar o auxílio emergencial por três meses, porque entende que esse será o tempo em que a curva de contágio do coronavírus continuará elevada no Brasil, reduzindo o nível de atividade econômica do país. Porém, não tem orçamento para pagar R$ 600 para mais de 64 milhões de brasileiros, como faz hoje, por muito mais tempo. "Não sei se conseguimos R$ 50 bilhões por mês nos três meses", afirmou.





 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento