27/04/2020 às 11h37min - Atualizada em 27/04/2020 às 11h37min

Justiça determina que o Estado do Tocantins apresente plano até dia 14 de maio


Foto: Divulgação 

 
A Defensoria Pública pediu e a justiça determinou ao Estado do Tocantins que responda até o dia 14 de maio sobre  quantos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Centros de Terapia Intensiva (CTIs) foram criados no Sistema Único de Saúde (SUS) do Tocantins após o início da pandemia do novo coronavírus e  se a quantidade de profissionais de saúde é suficiente para atender a perspectiva de demanda extraordinária que possa vir a surgir devido a pacientes de Covid-19.

A Defensoria requereu do Estado o Plano de Ação para enfrentamento ano novo coronavírus quanto a capacidade de atendimento na rede pública e saúde. O objetivo do Núcleo de Saúde é analisar a quantidade de leitos disponíveis para averiguar se é suficiente para uma demanda extraordinária que possa surgir diante da pandemia do novo coronavírus.

Na determinação pela realização da audiência, a Justiça também determinou ao Estado que apresente a escala de profissionais de saúde em exercício e informe se o quantitativo é ou não suficiente, assim como deve informar se a Secretaria Estadual da Saúde adotou medidas, como a contratação de profissionais da área de saúde. (informações da Assessoria da Defensoria Pública).


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento