23/10/2019 às 08h13min - Atualizada em 23/10/2019 às 08h13min

Ajudante de serviços gerais é encontrado desmaiado com sinais de espancamento pelo corpo e botando sangue pelo nariz, ouvidos e boca


Mais um crime que desafia a polícia do Tocantins. Dessa vez foi em Guaraí, região central do Estado.
 
O ajudante de serviços gerais, Antonio Kato Rocha dos Santos, 44 anos,  foi achado desmaiado  por volta de 1 hora da manhã  de domingo, na Rua Pará, setor  localizado na saída de  Guaraí para Colméia.
 
Policiais Militares do 7 Batalhão passavam pelo local quando acharam Antonio  já no chão, desmaiado, soltando sangue pela boca, ouvidos e pelo nariz e com sinais visíveis  de espancamento na nuca. Ao lado do homem estava a carteira com documentos pessoais e  também a bicicleta que ele andava.  Segundo familiares, Antonio estava indo para casa  dormir depois de passar parte da noite com familiares em outro setor.
 
A Polícia avisou a família sobre o ocorrido e chamou uma ambulância,  que levou Antonio para o hospital regional de Guaraí, onde recebeu os primeiros atendimentos.  A equipe médica resolveu encaminhar a vítima para o Hospital Regional de Araguaína, onde está na UTI e já passou por uma cirurgia.
 
Os médicos que atenderam ao homem agredido disseram que ele não tinha sinal de embriaguez.  A família acredita que Antonio tenha sido vítima de assalto, como não tinha dinheiro, teria sido agredido por estranhos. “Ele não tinha inimigos, não estava bêbado, estava indo para casa dormir e acontece um caso desse. A gente não sabe o que aconteceu, pois ninguém viu nada”, disse um membro da família.
 
Antonio havia chegado do Pará recentemente, onde estava  trabalhando com familiares  na Vila Taboca, sul do Estado.  Inconformada, a  família pede às autoridades policiais agilidade e  rigor nas investigações para descobrir os agressores  de Antonio. “Agradecemos à Polícia Militar pelo serviço prestado à vítima. Agora, acreditamos que a polícia civil dará continuidade nas investigações e esclarecerá  esse crime brutal”, disse um dos sobrinhos da vítima.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento