19/01/2023 às 08h31min - Atualizada em 19/01/2023 às 08h31min

Wagner atende pedido de mototaxistas e prorroga prazo para renovação dos veículos em Araguaína


 
No último dia 16, o prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, se reuniu com os mototaxistas, na sede da associação da categoria, para debater a necessidade de renovação dos veículos que já têm mais de 10 anos de fabricação. Diante das demandas apresentadas pelos profissionais, Wagner concedeu um prazo maior para a troca das motocicletas mediante uma vistoria obrigatória na ASTT (Agência de Segurança, Transporte e Trânsito), como reforma de garantir que os veículos estão em condições de uso.

“Sabemos do trabalho, organização e seriedade que a categoria tem e, dessa forma, complementando a isenção das taxas que eles não precisam mais pagar a partir desse ano, nós estamos concedendo esse novo benefício. Tudo para que eles possam ter um pouco mais de tranquilidade para trabalhar e fortalecer a economia de Araguaína. E tenho certeza de que, em breve, todos estarão com a frota renovada para continuar levando o sustento para suas famílias”, disse o prefeito.

Demora nas concessionárias e dificuldades

O presidente da Associação dos Mototaxistas de Araguaína, Deusivan Alves Machado, conta que foi feito um levantamento entre os 495 profissionais e 134 deles apresentaram dificuldades para adquirir novas motocicletas. As principais razões foram a demora para as concessionárias entregarem os veículos, demora na aprovação de linhas de crédito e dificuldades financeiras ainda em função da pandemia dos anos 2020 e 2021.

“Por isso recorremos ao prefeito Wagner e agora recebemos essa ótima notícia. Vamos trabalhar para que esses colegas possam renovar os veículos ainda esse ano. Somos muito gratos ao prefeito, que sempre tem demonstrado um respeito muito grande à nossa categoria, sempre sensível para ouvir nossas pautas”, disse o presidente.

Mototaxista há nove anos, Nelci Cortes da Silva é um dos profissionais que precisou de mais tempo para equilibrar as contas e poder trocar de moto. Ele conta que muitos colegas ainda trabalham para pagar as contas das dívidas contraídas por causa da queda no movimento durante a pandemia.

“Com essa prorrogação do prazo, a gente consegue respirar um pouco mais. Agora vamos nos organizar para, até dezembro, todo mundo estar com uma moto nova. A nossa intenção é rodar 100% legalizado”, afirma Nelci.

Vistoria obrigatória

Para poder trabalhar com as motos acima de 10 anos de fabricação, os mototaxistas deverão levar os veículos para uma vistoria na ASTT. “Não há necessidade de agendamento, eles serão atendidos por ordem de chegada. É preciso trazer alguns documentos, mas não haverá taxas”, esclarece o presidente da ASTT, Diogo Esteves.

Os mototaxistas que farão a vistoria veicular deverão apresentar uma foto 3x4, requerimento padrão da ASTT, o alvará de licença anterior, documento do veículo em nome do permissionário, carteira de habilitação (EAR e curso de mototaxistas), comprovante de endereço, certidão negativa de débito, declaração de MEI ou INSS, comprovante de pagamento do ISSQN e declaração de que não é funcionário público.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal O Tocantins Publicidade 1200x90
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento