18/01/2023 às 16h39min - Atualizada em 18/01/2023 às 16h39min

Com a proposta de ampliar ações, Ruraltins inicia 2023 com a execução do Plano Ater Tocantins


 

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) começa o ano de 2023 com a proposta de continuidade e ampliação das ações de assistência técnica e extensão Rural (Ater) ao agricultor familiar, por meio do Plano Ater Tocantins, uma estratégia elaborada pelo órgão para o desenvolvimento e fortalecimento da agricultura familiar do Estado do Tocantins.

Nesta proposta, o Ruraltins conta com programas, convênios e parcerias que visam ampliar as ações que já estão sendo executadas para que o produtor tenha a garantia do acesso às políticas públicas e assim consiga desenvolver e fortalecer ainda mais a sua atividade produtiva.

O presidente da pasta, Washington Ayres, ressaltou que a meta é levar ao maior número de produtores assistência de qualidade. “Temos uma estratégia elaborada que contempla o desenvolvimento da agricultura familiar do Estado do Tocantins, desde a assistência técnica, do fomento, à agroindustrialização dos produtos agrícolas. Temos ainda neste plano de ação as propostas de melhoria de infraestrutura e mecanização de equipamentos adquiridos e geridos pelo poder público; e também ações que visam a qualificação e valorização profissional do servidor do Ruraltins”, destacou.

Uma das propostas do Ater Tocantins é o Programa Inclusão Produtiva, que une assistência técnica ao acesso a recurso financeiro para implantação e desenvolvimento de atividades produtivas que visam garantir, primeiramente a segurança alimentar da família rural, e em seguida a geração de renda com a venda do excedente. Para a comercialização, o agricultor tem como ferramenta pública os Programas Alimenta Brasil (PAB) na modalidade compra direta, executado pelo Ruraltins, e o Programa Nacional de Alimentação Escolar.

A mecanização agrícola é outra ação executada naimplantação de lavouras comunitárias com a utilização dos tratores adquiridos e cedidos aos muncípios, no total já são 36 máquinas distribuídas de norte a sul do estado. “Neste ano, a proposta prevê aquisição de mais maquinários para fortalecer ainda mais o setor agrícola. Vamos ampliar para outras cidades do Tocantins, visto que há necessidade de complementar o projeto com os implementos básicos de demanda dos produtores”, reforçou o gestor.

Para o fomento às atividades agrícolas, o Ruraltins tem alinhado ações com instituições financeiras para a implementação do Microcrédito Orientado à Agricultura Familiar. Nessa proposta, além de oferecer assistência técnica, o órgão atua junto com o agricultor na elaboração de projetos para a implantação de atividades, sejam de custeio ou investimento, e no acompanhamento da utilização deste recurso no projeto.

Ainda nas propostas que serão prioridades da gestão está a Agroindustrialização da Agricultura Familiar, oferecendo apoio ao agricultor na agregação de valor de seus produtos, certificação de qualidade, produção em escala e a possibilidade de venda no mercado. Para isso, o Governo instituiu no ano passado o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF), que irá beneficiar pequenos produtores com produção agroindustrial familiar.

Outras propostas para este ano são o incentivo ao Turismo Rural e Comunitário, e a implementação de atividade agropecuária com foco na Produção Sustentável. “Nosso esforço será unir a vocação agropecuária do Estado com o potencial turístico, permitindo ao visitante o contato direto com a natureza, Agricultura e as Culturas e Tradições Locais, que são bem ricas no Tocantins.

Com grandes expectativas para o novo ano, o gestor Washington Ayres enfatizou que a pasta encerrou 2022 com saldo positivo. “Tudo que fizemos foi porque o governador Wanderlei Barbosa nos deu condições e tivemos grande comprometimento dos servidores em um trabalho incansável na realização de diversas ações, dentre elas capacitações, feiras agrícolas, seminários, visitas técnicas, dias de campos, mutirões de crédito rural, e muitas outras que auxiliaram na geração de renda, inclusão social e na melhoria da qualidade de vida das famílias rurais do Estado.

Em 2022, o trabalho do Ruraltins junto ao produtor e as instituições financeiras rendeu a contratação de R$ 16.121.229,30 em 355 projetos de créditos aprovados, contemplando cadeias prioritárias do estado, que são a bovinocultura de gado de corte, de leite e custeio agrícola. 

Também foram emitidas pelo órgão um total de 6706Declarações de Aptidão ao Programa Nacional da Agricultura Familiar (DAP/Pronaf), favorecendo a comercialização dos produtos agrícolas. É importante destacar que, a partir de novembro, passou a vigorar o Cadastro da Agricultura Familiar (CAF) em substituição à DAP.

Com o Convênio Oportunidade, uma parceria firmada com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o órgão priorizou as cadeias da mandioca, mel, leite, bovinos de corte e leite, caprinos, ovinos, frutas e aves, e realizou 4.800 visitas de assistência técnica aos 800 produtores rurais assistidos, isso com recursos provenientes, em sua maioria, de fonte própria do Instituto. 

Na execução do Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura (Plano ABC), o órgão atendeu 150 produtores, e promoveu 270 visitas técnicas, 13 eventos e três capacitações, dentre elas o Curso de Irrigação, atendendo ao todo 6.102 pessoas.

 “Assumimos o Ruraltins em maio do ano passado e no decorrer do ano tivemos o desafio de conduzir os trabalhos de uma das mais importantes pastas do Estado, digo importante pela sua abrangência e público, que são a agricultura familiar. E posso dizer que apesar das dificuldades conseguimos levar a ater de norte a sul do estado. Fizemos cerca de 50 Dias de Campo nas cadeias de piscicultura, fruticultura, mandiocultura e pecuária de gado de corte e leite; realizamos capacitações e cursos técnicos; seminários com abordagens importantes que foram o Seminário de Agroecologia e Meliponicultura; e nas parcerias conseguimos, junto com o Naturatins, regularizar as atividades aquícolas no município de Lajeado. Este ano vamos dar continuidade ao projeto de regularização das atividades agrícolas, que vão possibilitar ao produtor o acesso a linhas de crédito e assim incrementar ainda mais a sua atividade”, concluiu.

 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal O Tocantins Publicidade 1200x90
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento