23/04/2022 às 08h54min - Atualizada em 23/04/2022 às 08h54min

Araguaína tem noite violenta com seis mortes registradas em menos de 12 horas


Foto: Divulgação
 
Seis mortes foram registradas entre a noite de quinta-feira (21) e a madrugada desta sexta-feira (22) em Araguaína, no norte do Tocantins. Os óbitos aconteceram em três ocorrências diferentes. Uma das vítimas foi o guarda metropolitano Luciano Pereira Cardoso, de 33 anos. Os suspeitos de cometerem o crime eram vizinhos dele e morreram em confronto com a Polícia Militar.
 
Todas as vítimas tiveram os corpos levados para o IML da cidade. Os casos estão sendo investigados pela Delegacia de Homicídios de Araguaína.
 
Confusão em bar
 
A primeira ocorrência aconteceu no setor Monte Sinai na noite de quinta-feira (21). A informação é de que um Valdemiro da Silva Santa, de 48 anos, se envolveu em uma confusão em um bar e agrediu uma mulher com um golpe de facão.
Testemunhas contaram à Polícia Militar que populares correram atrás de Valdemiro para revidar a agressão sofrida pela mulher. O homem foi encontrado pela polícia caído próximo ao Estádio Mirandão.
 
Ele ainda foi socorrido, com várias marcas de facadas, e levado para o Hospital Regional de Araguaína, mas não resistiu.
 
Assassinato e confronto com a PM
A segunda vítima foi o guarda metropolitano Luciano Pereira Cardoso, de 33 anos. O crime aconteceu na madrugada desta sexta-feira (22), por volta das 3h50, na Rua Lages, no Loteamento Vitória. Ele teve a casa arrombada e foi morto a facadas na frente da esposa e dos filhos.
 
Os suspeitos foram encontrados e morreram em confronto com a Polícia Militar. Eles foram identificados como Mauricio Reis Ferreira da silva, de 34 anos, Leonardo Ferreira da Silva, de 26 anos, e um adolescente de 17 anos.
 
A Polícia Militar informou que Luciano teve a casa arrombada e foi atacado com vários golpes de faca e facão na frente da esposa e dos filhos. O Samu ainda foi chamado e levou o homem para o HRA, em estado gravíssimo, mas ele não resistiu.
 
A esposa da vítima contou que ouviu barulhos de pessoa pulando o muro e invadindo a casa. O marido foi para a porta do quarto tentar impedir a entrada, mas não conseguiu e foi golpeado por todo o corpo.
 
Os suspeitos fugiram do local, mas foram encontrados pela PM em uma área de mata entre o Setor Vitória e o Jardim Belo. A polícia disse que fez um cerco, mas os suspeitos atiraram e os militares revidaram.
 
O Samu foi chamado e constatou a morte dos três. A PM afirmou que um dos suspeitos usava tornozeleira eletrônica. No local foram apreendidos vários objetos, dois revólveres e uma arma de fabricação caseira, além de várias munições e faca. Os itens foram levados para a delegacia.
 
Morte no Construindo um Sonho
Por volta das 4h45 desta sexta-feira (22), no setor Construindo um Sonho, Anadario Paulo Leonor, de 31 anos, foi morto a facadas na Rua Anacleto Campanella. A Polícia Militar informou que quando chegou ao local encontrou a vítima, sem sinais vitais, com várias perfurações no corpo.
 
Uma testemunha contou à polícia que estava andando com Anadario pela rua quando um terceiro homem, conhecido da vítima, chegou ao local e começou uma discussão.
 
Anadário teria corrido por uma quadra para tentar escapar, mas foi alcançado pelo suspeito e morto a facadas. O corpo foi levado para o IML. A PM fez buscas pela região, mas não conseguiu localizar o suspeito. (G1 Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento