22/04/2022 às 13h19min - Atualizada em 22/04/2022 às 13h19min

Ibama abre seleção para contratar brigadistas que atuarão no combate a incêndios florestais no Tocantins


Créditos: G1 Tocantins
 
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) publicou editais de seleção para pessoas que vão atuar combatendo incêndios florestais em oito localidades do Tocantins. São 140 vagas para brigadistas, supervisores, chefes de esquadrão e de brigada. Os contratos são para seis meses de trabalho e os salários variam entre R$ 1.818 e R$ 3.030.
 
Os editais foram publicados no diário oficial da união na última terça-feira (19). Em todo país são ofertadas 1.143 vagas temporárias para cargos em 13 estados e no Distrito Federal. Os aprovados vão atuar no Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) e em suas coordenações estaduais.
 
No Tocantins as vagas são divididas da seguinte forma:
 
- Formoso do Araguaia – Parque indígena do Araguaia: 10 brigadistas, dois chefes de esquadrão e um brigadista chefe;
- Pium - Parque Indígena do Araguaia: 10 brigadistas, dois chefes de esquadrão e um brigadista chefe;
- Pium: 20 brigadistas, quatro chefes de esquadrão e um brigadista chefe.
- Lagoa da confusão - Parque Indígena do Araguaia: 10 brigadistas, dois chefes de esquadrão e um brigadista chefe;
- Tocantinópolis - TI Apinajé: 12 brigadistas, dois chefes de esquadrão e um chefe de brigada;
- Tocantínia - TI Xerente: 12 brigadistas, dois chefes de esquadrão e um chefe de brigada;
- Itacajá - TI kraholândia: 12 brigadistas, dois chefes de esquadrão e um chefe de brigada;
- Lagoa da Confusão: 20 brigadistas, quatro chefes de esquadrão e um chefe de brigada.

Supervisores estaduais de brigadas: seis no Tocantins.

Inscrições e etapas

Os interessados devem ter entre 18 e 59 anos. É preciso ficar atento aos diferentes prazos de inscrições previstos nos editais. As inscrições devem ser feitas presencialmente, nos endereços indicados o site do Ibama.
 
A seleção será composta por três etapas:
 
- Teste de aptidão física (TAF) e teste de habilidades no uso de ferramentas agrícolas (Thufa) para brigadistas, chefes de brigada e chefes de esquadrão;
- Análise de currículo para supervisores;
- Curso de formação. (G1 Tocantins).

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento