09/04/2022 às 08h28min - Atualizada em 09/04/2022 às 08h28min

Expositores de dentro e fora do Estado falam da expectativa pela volta da Agrotins de forma presencial


Foto: Divulgação
 
Falta pouco mais de um mês, mais precisamente 32 dias para o início da maior feira agropecuária do Norte do Brasil, a Feira de Tecnologia Agropecuária (Agrotins 2022), realizada pelo Governo do Tocantins, entre os dias 10 e 14 de maio, no Parque Agrotecnológico, em Palmas. A Agrotins 2022 vai receber mais de 600 expositores, que vão apresentar inovações, máquinas, tecnologias, estudos e pesquisas no setor e, este ano, a novidade que muitos aguardavam, a feira sendo realizada, também, de forma presencial.
 
As duas últimas edições da Agrotins foram realizadas apenas no formato digital, por conta da pandemia provocada pela covid-19. Em 2022, algumas atividades vão continuar sendo transmitidas on-line, no entanto, boa parte da programação está sendo preparada para receber o público pessoalmente e é exatamente o que o consultor agrícola, Gustavo Marquardt, estava esperando. 
 
Atuando há um ano na área de consultoria agrícola, agricultura de precisão e projetos de custeio e financiamento em Palmas, Gustavo entende a Agrotins como um espaço para fazer network, ter acesso direto a empresas e bancos, além de conhecer novos produtores in loco. “A expectativa com a feira é muito boa, pois, nela, é exposto tudo que há de novo de vários segmentos em um único lugar. As chances de os negócios aumentarem, comparado aos outros anos”, afirma.
 
Vitrine para o agro
 
Nos últimos anos, alguns setores do agronegócio sofreram impacto por conta do cenário pandêmico. Com a realização da Agrotins, há possibilidades de fortalecer o setor e recuperar o ritmo em eixos econômicos, de produção, criação e pesquisa. Para se ter um parâmetro, na última edição em que o evento foi realizado de forma presencial, em 2019, foi gerado um movimento financeiro de R$ 2,5 bilhões.
 
O produtor Marim Alves Júnior esteve, no ano em questão, e foi justamente essa experiência, somada com a vontade de progredir ainda mais nos negócios, que o motivou a participar novamente da feira. Com foco na agropecuária, o tocantinense natural de Araguaína, mas morando atualmente na Capital, trabalha com a criação de Senepol, raça de gado de corte e também com plantio de grãos, em específico soja, milho e feijão, em Marianópolis do Tocantins, na região do Vale do Araguaia.
 
Como já é veterano na Agrotins no setor agropecuário, este ano, ele vai expor animais puros da raça Senepol. “Vamos expor com a Associação Tocantinense de Senepol e estamos com uma expectativa muito grande na feira. Após muito tempo sem tê-la presencial, estamos esperando um fluxo muito bom de visitantes e também com a possibilidade de realizar negócios com a raça de gado, que já é conhecida nacionalmente”, comenta entusiasmado.
 
Oportunidades de negócios
 
Oportunidade de negócios é um dos pontos fortes da feira, o que chama a atenção de produtores de várias regiões do país, dos mais experientes aos que estão apostando pela primeira vez na Agrotins. É o caso do Sivaldo Ribeiro Junior, natural do estado de Goiás e que trabalha com sistema de energia solar na área urbana e rural. 
 
O sistema usa partículas de luz solar que, a partir de mecanismos, é convertida em eletricidade e, por fatores climáticos favoráveis, tem crescido muito no Tocantins, o que já é perceptível por Sivaldo. “Já temos seis anos no mercado lá em Goiás e o Tocantins nos abriu muitas portas. Só temos oito meses com uma filial em Araguaína e já sentimos o crescimento. Eu digo que aqui não temos só clientes e sim ordeiros amigos”, ressalta.
 
É nesse contexto que ele se prepara para participar da Agrotins como expositor pela primeira vez e o fato de ser marinheiro de primeira viagem não parece desempolgar o empresário. “E a primeira vez que vamos expor na Agrotins e estamos otimistas para que as pessoas nos conheçam”, destaca Sivaldo.
 
Assim como outros participantes, Sivaldo pretende ampliar os negócios e mais, com a realização do evento de forma presencial, ele espera conhecer melhor os participantes. “Sabemos que vai ser uma experiência única e inovadora, esperamos fechar muitas parcerias e negócios, além de conhecer melhor o público do Tocantins e também de estados-vizinhos, já que geograficamente estamos bem localizados”, reforça.
 
Pequeno produtor
 
A feira não é espaço restrito apenas para empresários e grandes negócios. O Alcides Serpa, por exemplo, tem produção em pequena propriedade. Catarinense, o produtor tem atuado no Tocantins há 10 anos, atualmente, tem produção em Porto Nacional e analisa a realização da Agrotins de forma presencial como de extrema importância para o setor. “A Agrotins veio para contribuir muito, ela sendo realizada de forma virtual ajudou, mas o mais importante é a prática, pois acompanhando as exposições, se realiza a grande integração da agricultura”, afirma Alcides Serpa.
 
O Alcides é um ferrenho defensor da pequena e média propriedade, principalmente no que tange à autossustentabilidade e à produção tanto para o comércio quanto para o consumo. Segundo ele, a feira deste ano traz inúmeros benefícios para o público, principalmente para quem inicia na pequena produção. “A expectativa desta edição é muito grande, o público espera muito no conhecimento de máquinas e no aprendizado que tem na Agrotins, creio que, este ano, a feira será um sucesso”, destaca. 
 
Alcides pontua ainda o quanto o pequeno produtor tem ganhos com a realização do evento. “O grande produtor praticamente se autodefende e o pequeno é que precisa de tudo, então é muito grande a expectativa que deverá servir para a integração do homem do campo”, conclui.
 
Agrotins 2022
 
Com o tema Integrar e Intensificar para Preservar, a 22ª edição da Agrotins contará com uma programação repleta de cursos, palestras e exposições focadas na produção, na sustentabilidade, na agricultura familiar e ainda nas pautas ambientais. 
 
Com um foco voltado para as diversas áreas que abrangem o setor do agro, a feira vai trazer diversas novidades, que visam impulsionar a cadeia agrícola e ainda proporcionar discussões que envolvem a área de ensino e pesquisa para o agronegócio. A Agrotins ocorrerá de forma presencial, respeitando as medidas sanitárias para conter o avanço da covid-19. (Governo do Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento