08/04/2022 às 08h22min - Atualizada em 08/04/2022 às 08h22min

HGP faz primeira captação múltipla de órgãos em 2022 para atender pessoas de três estados e do Distrito Federal


Foto: Divulgação
 
Nesta quinta-feira (7) foi realizada a primeira captação múltipla de órgãos no Hospital Geral de Palmas (HGP) em 2022. Foram coletados o coração, rins, fígado e córneas de um paciente de 34 anos que teve morte encefálica. A coleta ocorreu com apoio do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). Ao todo, seis pessoas serão beneficiadas.
 
Com exceção às córneas, os demais órgãos serão enviados para diferentes estados. O coração vai para um paciente em Brasília, os rins para São Paulo e o fígado para uma pessoa do Acre.
 
O doador dos órgãos teve a morte confirmada em um hospital particular da capital. A coleta só foi possível após autorização da família e graças ao serviço de Organização de Procura de Órgãos (OPA), que faz busca ativa nos hospitais privados do estado.
 
O serviço funciona em conjunto com a Central Estadual de Transplante do Tocantins (Cetto). “Esse paciente, por exemplo, era um paciente do Instituto Sinai, em Palmas e foi captado graças à busca ativa da OPA e ao gesto de empatia e amor da família, que com a autorização possibilitou mudar a história de outras famílias que dependem do transplante”, afirmou a enfermeira coordenadora da Cetto, Marília Batista Ribeiro.
 
A coleta desta quinta-feira (7) contou também com a colaboração do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER), que fez o transporte dos órgãos doados até o aeroporto de Palmas, onde um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) aguardava para continuar o transporte.

Como doar

As pessoas interessadas em se tornarem doadores de órgãos precisam primeiramente informar sua família sobre esse desejo. Os parentes dos pacientes são os únicos responsáveis pela autorização da captação dos órgãos.
 
Os órgãos captados serão doados a pacientes que precisam de transplante e aguardam em uma lista de espera, única e nacional. A compatibilidade entre doador e receptores é determinada por exames laboratoriais feitos imediatamente após a autorização dos familiares. (G1 Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento