06/04/2022 às 08h19min - Atualizada em 06/04/2022 às 08h19min

Fiscalização faz balanço da piracema com apreensão de quase 300 m de rede no Lago Azul e Rio Lontra em Araguaína


Foto: Divulgação
 
A Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente de Araguaína divulgou o balanço do trabalho de fiscalização ambiental realizado no Lago Azul e Rio Lontra durante a piracema, que vai de 1º de novembro a 28 de fevereiro. Nesse período foram apreendidos 285 metros de rede de pesca que eram usadas para prática predatória e criminosa.
 
A quantidade localizada desta vez foi menor que em 2021, quando foram apreendidos mais de 500 metros de redes. “Desde que iniciamos o Projeto Lago Vivo, em 2018, era grande o número de redes encontradas por dia, hoje o número caiu bastante, graças ao intenso e contínuo trabalho de fiscalização e conscientização”, reforçou o diretor de Fiscalização Ambiental, Orialle Barbosa.
 
As ações de monitoramento no lago seguem realizadas rotineiramente de domingo a domingo seguindo planejamento de fiscalização, já que a pesca esportiva é a única permitida no local. O trabalho conta também com o apoio da Polícia Militar Ambiental.
 
Crime ambiental
 
A pesca predatória e o uso de armadilhas são crimes ambientais, descumprindo o Decreto nº 161/19 que determina que, na região, somente a pesca esportiva pode ser praticada, em qualquer época do ano. Em caso de flagrante, o responsável estará sujeito a uma multa que varia de R$ 300 a R$ 10 mil, com acréscimo de R$ 20 por quilo de pescado.
 
Projeto Lago Vivo
 
A intensa fiscalização faz parte de uma operação integrada de monitoramento em toda a extensão do Lago Azul e do Rio Lontra e está ligada ao Projeto Lago Vivo, que busca a recuperação e a aproximação da população na região. Além da regulamentação da pesca esportiva e da realização de mutirões de limpeza, outro meio para alcançar os objetivos do projeto é a introdução de 200 mil novos alevinos de espécies nativas que estavam extintas, até agora já foram soltos 51.500 novos peixes no lago.
 
Pesca esportiva
 
Para pescar esportivamente no local, o morador deve conhecer as regras e expedir gratuitamente uma carteirinha no site http://pesca.araguaina.to.gov.br/. A diversão permite usar anzol, chumbada, linha, vara ou caniço, molinete, carretilha ou similar, iscas artificiais e naturais, sendo obrigatória a prática do pesque e solte.
 
Está proibido usar armadilha tipo tapagem, cercado, anzol de galho ou qualquer aparelho fixo; equipamentos de mergulho, elétrico, sonoro ou luminoso, sonar; fisga gancho e garateia de lambada; arpão, covo e espinhel; tarrafa ou rede de arrasto de qualquer natureza; substâncias tóxicas ou explosivas; entre outros. (Prefeitura de Araguaína).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento