18/03/2022 às 14h07min - Atualizada em 18/03/2022 às 14h07min

Com mais de 1.500 internações, Hospital Municipal de Campanha encerra atividades em Araguaína


Foto: Divulgação
 
O HMC (Hospital Municipal de Campanha) de Araguaína encerrou as atividades nesta semana após quase 10 mil atendimentos e mais de 1.500 internações. A unidade mantida pela Prefeitura e gerenciada pelo ISAC (Instituto Saúde e Cidadania) foi a primeira exclusiva para atendimento de pacientes com covid-19 no Tocantins e atendeu pessoas de várias cidades do Brasil. 
 
Uma das pacientes recuperadas na unidade foi Nede Dias, 69 anos. A moradora de Araguaína contraiu a doença em setembro do ano passado e ficou 12 dias internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). “O tratamento que eu recebi por toda a equipe foi tão maravilhoso, que eu sai de lá chorando com saudade de todos. Recebi muito amor e carinho durante todos os dias que fiquei lá. Terei uma gratidão eterna por todos”, disse.
 
Nede também contou que falava com seus familiares todos os dias por vídeo chamada, por meio do Projeto Visita Virtual, um projeto iniciado diante do cenário de isolamento dos pacientes internados. “Não me senti sozinha por nenhum minuto. Com certeza isso também foi fundamental para a minha recuperação”. O projeto também foi estendido aos familiares sem acesso aos meios tecnológicos, colocando à disposição os equipamentos.
 
A diretora administrativa do HMC, Samantha Vitorino Coelho, ressaltou que a experiência de trabalho foi uma verdadeira superação para todos. “A gente fez algo que não existia antes. Uma experiência que a gente só vive em um cenário de guerra. Hoje acredito que toda equipe está mais forte e com a consciência de que somos capazes de superar qualquer desafio”.
 
Eficiência e transparência

As atividades da unidade foram iniciadas em maio de 2020 no prédio da Vila Norte onde hoje funciona a Central de Imunização e que em breve terá a implantação da Clínica da Mulher em parceria com o Hospital de Amor. Em outubro do mesmo ano a unidade foi transferida para a primeira etapa do prédio próprio do Hospital Municipal Eduardo Medrado, no Jardim das Flores, que agora passou para o serviço do PAI (Pronto Atendimento Infantil).
 
Durante o período de atividades, o hospital realizou 1.522 internações e 969 altas. O alto índice de resolutividade registado na unidade chamou a atenção. No ano passado, a unidade contabilizou 678 altas médicas, um percentual de recuperação de 63% dos pacientes internados. A eficiência do ISAC na aplicação dos recursos públicos fez com que o HMC apresentasse um dos menores custos por leito do Brasil.
 
“Para nós foi uma enorme satisfação prestar uma assistência de qualidade, humanizada e segura para os pacientes do Tocantins. Foram grandes desafios, mas também foi um período de muito aprendizado e alegrias por cada paciente que recebeu alta. O sentimento que nos envolve nesse momento é que estamos cumprindo a missão de salvar vidas”, declarou Evane Corbacho, presidente do ISAC.
 
Atendimento covid

A Prefeitura mantém o atendimento às pessoas com suspeita para a covid-19 na UPA 24h (Unidade de Pronto Atendimento), no Setor Araguaína Sul, e na UBS (unidade básica de saúde) no José de Souza Rezende, no Setor Alto Bonito.
(Prefeitura de Araguaína).



 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal O Tocantins Publicidade 1200x90
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento