15/03/2022 às 08h25min - Atualizada em 15/03/2022 às 08h25min

Polícia Civil indicia dez pessoas por participação em desvio de recursos na Fundesportes ocorridos em 2014


Foto: Divulgação
 
A Divisão Especializada de Repressão à Corrupção (Decor), por meio do delegado de Polícia Rodrigo Saud Anturiano, concluiu o 1° Inquérito Policial da Operação Jogo Limpo, que apura um esquema criminoso de desvios de recursos públicos no âmbito da Prefeitura de Palmas, especificamente na Fundação Municipal de Esporte e Lazer de Palmas (Fundesportes) e na Secretaria de Governo e Relações Institucionais de Palmas (Segri/Segov).

As investigações apontam que o desvio de recursos se aproxima de R$ 8 milhões e que entidades sem fins lucrativos eram utilizadas com a finalidade de promover eventos esportivos e culturais de forma fraudulenta, por meio de convênios firmados no ano de 2014.

Foram duas operações ostensivas deflagradas, até o momento, resultando em 50 prisões temporárias e 64 buscas e apreensões. As cautelares tiveram como alvos empresários, políticos e diretores de entidades do terceiro setor.

Este 1° Inquérito Policial individualizou as condutas relativas aos desvios de recursos públicos relacionados ao Convênio n° 024/2014, firmado entre a Secretaria de Governo e Relações Institucionais de Palmas e a Associação dos Moradores do Bairro Santa Fé I (Assofé), no valor de R$ 215 mil, cujo objetivo era a realização do Torneio Integração Palmas. Foram indiciadas 10 pessoas pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, dentre empresários, políticos, operadores do esquema e pessoas interpostas utilizadas para ocultação de valores.

Diante da conclusão do inquérito, a Polícia Civil reforça, à sociedade tocantinense, o seu compromisso com a repressão da corrupção em todos os âmbitos da administração pública.
(Governo do Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal O Tocantins Publicidade 1200x90
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento