22/02/2022 às 08h15min - Atualizada em 22/02/2022 às 08h15min

Ações de fiscalização da piracema seguem até o final do mês de fevereiro


Foto: Divulgação
 
Nesse final de semana, equipes do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), em parceria com o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), realizaram ações conjuntas em mais uma etapa da operação Piracema, coordenada pelos polos de Palmas, Araguaína e Gurupi. Além de redes de pesca, apetrechos e pescado, um tatu e um jabuti foram reinseridos à natureza.

Conforme o gerente de Fiscalização do Naturatins, Cândido José dos Santos Neto, as ações continuam em todo o Estado até a próxima segunda-feira, 28. “O objetivo dessas operações é coibir a caça e a pesca predatórias, o transporte irregular de pescado, além de outros crimes ambientais”, reforçou.

Região norte

Coordenada pela equipe de fiscalização do Naturatins em Araguaína, as ações de fiscalização ocorreram nos municípios de Babaçulândia, Barra do Ouro e Filadélfia.  Como resultado, foram recolhidos 600 metros de redes de emalhar retirados dos rios Tocantins e seus afluentes.

No patrulhamento terrestre em Araguaína, os agentes de fiscalização recolheram um tatu e um jabuti. Após a realização dos procedimentos de rotina e ao considerarem o bom estado de saúde e o baixo nível de domesticação, os animais foram devolvidos à natureza.

Região central

Em Palmas, para coibir a pesca predatória no lago, bem como em rios e córregos afluentes, a equipe de fiscalização ambiental realizou ações de fiscalização em diferentes trechos. As abordagens também focam na educação ambiental a fim de sensibilizar a sociedade quanto à importância de respeitar o período de reprodução dos peixes, e assim, garantir a preservação do ecossistema.

Na rota, os fiscais atuaram em percursos nos municípios de Palmas, incluindo o distrito de Taquarussu, Lajeado e Brejinho de Nazaré. Foram recolhidos 350 metros de redes, um barco de alumínio e uma carreta, um motor de popa, um motor elétrico, cinco varas com carretilhas, estojos e iscas. Sete autos de infração e dois termos de apreensão foram lavrados.

Região sul

A equipe do polo Gurupi atuou por via terrestre nos municípios de Lagoa da Confusão, Sandolândia e Formoso do Araguaia, com abordagens e orientações à população quanto ao período de defeso.

Em Lagoa da Confusão, a equipe esteve em locais de maior incidência de pesca no período de piracema como os rios Urubu, Riozinho, Formoso e Javaés. Na blitz realizada na sexta-feira, 18, em Lagoa da Confusão, na saída sentido Barreira da Cruz, foram apreendidos 11,4 kg de pescados diversos. Por transportar pescado durante o período de defeso, o infrator foi autuado em R$ 1.140,00. 

Nos municípios de Sandolândia e Formoso do Araguaia, as ações aconteceram em locais estratégicos de acesso aos rios Formoso e Javaés.
(Governo do  Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento