26/01/2022 às 08h15min - Atualizada em 26/01/2022 às 08h15min

Fiocruz emite alerta para aumento da incidência de dengue no Tocantins


Foto: Divulgação
 
A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) emitiu um alerta sobre o aumento da incidência da dengue no Tocantins após 42 cidades do estado notificarem casos suspeitos da doença desde o início do ano. O número de cidades com casos confirmados dobrou com relação ao mesmo período de 2021, já chegando a 13.

A Fiocruz mantém um sistema chamado Infodengue, que faz o monitoramento. Além dos pesquisadores da própria Fiocruz, o projeto tem parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

"Nesse ano os casos estão surgindo mais rapidamente. Então se nós já temos um começo acelerado, a chance que isso evolua como uma bola de neve e cresça e que chegue em abril, maio e esteja muito alto é um risco razoável", explica a pesquisadora Cláudia Codeço.

Ela lembra que além dos aspectos ambientais, como a quantidade de chuvas, o comportamento da população também é decisivo para o combate.

Durante esta semana várias ações no combate a dengue estão sendo realizadas. Os agentes de endemias estão vasculhando terrenos baldios em busca dos focos, mas o problema é que 70% dos focos estão nos quintais das residências.

Devido a situação preocupante, profissionais médicos e enfermeiros do Tocantins poderão participar de uma capacitação sobre cuidados clínicos aos pacientes.

"O problema não é só o terreno baldio. O problema não é só uma casa abandonada. O problema pode estar ali do nosso lado e a gente não está vendo. O importante é a população vistoriar o seu quintal e remover qualquer tipo de recipiente que pode ser um criadouro do mosquito", diz a coordenadora técnica controle vetorial Lara Betânia Melo Araújo.
(G1 Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento