13/01/2022 às 14h15min - Atualizada em 13/01/2022 às 14h15min

Com aumento de casos de coronavírus, hospitais do Tocantins voltam a ter UTIs Covid lotadas


Foto: Divulgação
 
Os hospitais do Tocantins voltaram a registrar aumento de internações de pacientes diagnosticados com coronavírus. Segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), nesta quarta-feira (12) duas unidades estão com leitos de UTI Covid lotados. O hospital de referência de Gurupi está com 100% de ocupação.

Os dados refletem o crescimento de casos de coronavírus. Nos últimos dois dias mais de 2 mil casos foram confirmados no estado e o número de mortes desde o início da pandemia subiu para 3.956.

Atualmente o estado tem 124 pessoas hospitalizadas por conta da doença. Do total, 63 estão em estado grave e recebem tratatameno intensivo. O último levantamento realizado pela SES apontou que a maioria dos pacientes com Covid-19 que estão internados nos hospitais públicos do Tocantins não foi vacinada.

Conforme o Integra Saúde, página do governo que monitora dados da pandemia no Tocantins, das 10 vagas de UTI Covid do Hospital Regional de Gurupi, maior unidade pública da região sul do estado, estão ocupadas. No dia 3 de dezembro leitos de terapia intensiva foram desativados após redução no número de casos.

No Instituto Sinai em Palmas, unidade particular contratada pelo Estado, resta apenas duas das 12 vagas de UTI ofertadas para estes casos, com 83% de lotação. Outras unidades de saúde sob gestão estadual ou contratadas tem até 70% das vagas de UTI Covid ocupadas.
Os dados de estatística hospitalar foram atualizados na manhã desta quinta-feira (13). As informações podem ser conferidas no portal Integra Saúde.

O Tocantins soma 241.216 casos positivos e 3.956 óbitos desde o início da pandemia. Em todo o mês de dezembro de 2021 foram registrados 2.750 diagnósticos. Já nos 10 primeiros dias de 2022 foram 4.630 casos.

A médica infectologista Sylvia Hinrichsen explica que o salto é reflexo do relaxamento dos cuidados necessários e da falta de vacinação. "Pessoas voltaram a aglomerar, menos uso de álcool em gel, da lavagem das mãos e muitas pessoas estão retirando as máscaras. Ainda não é hora para isso", disse.

As cidades com mais diagnósticos são:

Palmas – 57.074 casos e 687 mortes
Araguaína – 39.169 casos e 557 mortes
Gurupi – 15.451 casos e 280 mortes

Para tentar frear os casos, os municípios começaram a divulgar novas medidas e aumentar o número de unidades para atender pessoas com sintomas gripais.

Em Palmas a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) suspendeu eventos, cancelou o 'Capital da Fé' e todas as programações públicas de Carnaval. A cidade agora terá quatro unidades sentinelas para atender casos suspeitos de Covid e síndromes gripais. Duas unidades já estavam funcionando, mas ficaram sobrecarregadas devido ao aumento no número de suspeitas.

Araguaína publicou um novo decreto com medidas mais restritivas. Agora os bares e restaurantes da cidade devem exigir comprovante de vacina contra a Covid-19.
(G1 Tocantins).
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento