12/01/2022 às 07h40min - Atualizada em 12/01/2022 às 07h40min

Tribunal de Justiça do estado do Tocantins vai leiloar 14 veículos; lances variam de R$ 2,6 mil a R$ 81,1 mil


Foto: Divulgação
 
O Tribunal de Justiça do Tocantins vai leiolar 14 veículos na próxima quarta-feira (19). Segundo o órgão, são 13 carros e caminhonetes, além de uma motocicleta - todos os automóveis pertencem ao TJ e estão em funcionamento. Os lances mínimos variam de R$ 2.645,83 a R$ 81.196,67.

Poderão participar pessoas físicas e jurídicas. Conforme o edital, o leilão será realizado nos formatos online e presencial no auditório da quadra 308 Sul, no centro de Palmas. A comercialização deve começar às 10h.

Entre os automóveis disponíveis estão carros de passeio, caminhonetes e até um mini-caminhão. Os interessados poderão realizar vistorias com antecedência de até 8 dias úteis, no anexo II do TJTO.

Os interessados em acompanhar os lances pela internet deverão realizar um credenciamento eletrônico. Já para o formato presencial, o credenciamento será realizado no local e data do evento.

Segundo o edital, o leilão será julgado pelo critério de maior lance, e o pagamento dos itens arrematados será recolhido para a conta do Fundo de Modernização e Aprimoramento do Poder Judiciário (Funjuris).

Para obter outras informações os interessados podem entrar em contato por telefone ou enviar email ao TJ. Os contatos são: (63) 99242-2002 ou http://patrimonio@tjto.jus.br.

Tribunal de Justiça faz alerta

O TJTO alerta para a utilização indevida da imagem e nome do Tribunal em falsos leilões virtuais de automóveis com sites falsos ou clonados. Conforme o órgão, as ações buscam induzir as vítimas em erro e elas "acabam depositando os valores da suposta arrematação em contas de pessoas físicas, com agências bancárias localizadas em outros estados".

O Tibubal de Justiça recomenda que, antes da arrematação, o interessado visite os bens leiloados em pátios oficiais. Em caso de dúvidas, entre em contato com órgãos oficiais.

"É preciso esclarecer que bens próprios do Poder Judiciário ou objetos de apreensão judicial podem ser objetos de alienação judicial, porém o evento é precedido, entre outros requisitos, da publicação de edital em diário oficial e sempre por leiloeiros regularmente credenciados em Tocantins, que utilizam endereços eletrônicos oficiais, cuja relação pode ser conferida no site da Junta Comercial https://www.to.gov.br/jucetins", informou o órgão.
(G1 Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento