06/12/2021 às 12h42min - Atualizada em 06/12/2021 às 12h42min

Agência de Metrologia dá dicas importantes para evitar problemas com a decoração da casa para as festas de fim de ano


Foto: Divulgação
 
As tradicionais festas de fim de ano são sempre celebradas com uma decoração especial e com muita luz para dar um brilho ainda maior ao momento. Pisca-pisca, muita luz de led e enfeites natalinos que brilham dão um toque mágico às comemorações.

Mas, é preciso alguns cuidados na hora de iluminar a casa. Pensando nisso, a Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins (AEM-TO) em seu compromisso de ser um agente orientador nas relações de consumo, dá dicas importantes sobre a decoração natalina. “Como órgão que atua na defesa do consumidor, a Agência de Metrologia orienta que a segurança seja sempre observada ao preparar a decoração com as luzes natalinas”, reforça o presidente da pasta, Rérison Castro.

Luminárias têm regulamentação própria e o plugue deve ter o Selo Inmetro

No Brasil, as luminárias natalinas são regulamentadas pelas portarias do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) nº 335/11 e 382/2010 (relacionadas a dispositivos elétricos de baixa tensão). Elas somente podem ser comercializadas apresentando na embalagem, em português, informações como: nome ou a marca ou o logotipo do fabricante/importador, razão social, endereço e CNPJ do encartelador ou montador; tensão a que se destinam em volt (V) e potência máxima do conjunto em watt (W). A seção nominal mínima do cabo deve ser de 0,5 mm2, compatível com o determinado na norma NBR NM IEC 60.335-1.

Vale destacar que todos os plugues das luminárias devem ostentar o Selo de Identificação da conformidade do Inmetro. Além disso, devem ter gravados a indicação da tensão nominal em volt (V), potência em watt (W) ou a corrente nominal em ampère (A), conforme previsto na Portaria Inmetro nº 85/2006.

O consumidor deve priorizar as compras em estabelecimentos comerciais formais e exigir a Nota Fiscal, documento que comprova a origem do produto.

Observe ainda, na embalagem, se há alguma orientação do fabricante quanto à instalação do produto somente em ambientes internos. Não respeitar essa indicação de uso pode aumentar o risco de acidentes, como incêndios, no caso de um curto-circuito.

Como evitar riscos para pessoas, animais e bens

Confirme se a tensão elétrica de sua luminária natalina é compatível com a rede elétrica da sua residência. 

Deve-se verificar se a luminária natalina que você comprou é adequada para o ambiente onde pretende instalá-la: decorações próprias para serem colocadas em ambiente externo, como varandas, por exemplo, possuem um maior nível de proteção devido à exposição às intempéries. 

Ao usar adaptadores de plugues (popularmente conhecidos como “benjamins”), observe se eles são certificados e evite ligar muitas luminárias em um mesmo ponto de energia para não sobrecarregar as instalações elétricas. Não faça emendas ou reparos nas luminárias, especialmente na fiação. Se sua árvore de Natal for do tipo que já vem com luzes (como as de fibra óptica ou tipo “abajur”), avalie as condições dos fios e seus plugues antes de ligá-las. Não coloque a árvore de Natal perto de cortinas ou outros materiais que possam propagar o fogo.

Tenha muito cuidado com o uso de velas e outras decorações natalinas que possam causar princípio de incêndio: não as posicionem próximas à árvore de Natal e de outros materiais que possam propagar o fogo. Evite que crianças ou animais domésticos tenham contato direto com as luminárias, especialmente quando a lâmpadas estiverem ligadas. Desligue as lâmpadas sempre que sair e ao dormir. As luminárias tipo mangueiras natalinas com lâmpadas incandescentes e LED devem ser usadas totalmente desenroladas.

É importante que as luminárias sejam adquiridas em estabelecimentos comerciais legalmente instituídos.
(Governo do Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento