03/12/2021 às 10h22min - Atualizada em 03/12/2021 às 10h22min

Tocantins é cenário de série internacional que será exibida em mais de 200 canais de TV


Foto: Divulgação
 
Uma produção audiovisual internacional contará com o Tocantins como cenário e fonte de pesquisa. Intitulada de “Criança de Raiz”, a série documentário realizou pesquisa nos municípios e territórios ao redor de Tocantinópolis, Monte do Carmo e Santa Tereza do Tocantins.

A previsão de veiculação a partir de 2023 pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC). O projeto é dirigido por Juliane Almeida, que o idealizou e lidera sua produção através da Jubalina Produções.

A série poderá ser assistida em mais de 200 canais da rede pública de TVs, através de emissoras educativas e culturais de todas as regiões do Brasil. Serão 13 episódios de 13 minutos cada e a série vai promover o intercâmbio cultural entre crianças do Brasil e da África, no que já estão programadas duas crianças do Tocantins e duas crianças de Cabo Verde como participantes.

Com indicação livre, depois desta primeira janela de exibição, a série poderá ser veiculada por outras redes nacionais e internacionais, incluso serviço de streaming, sendo distribuída em especial à comunidade global de língua portuguesa.

De acordo com a roteirista e diretora do projeto, a realizadora Juliane Almeida, a ideia do projeto é estimular uma troca lúdica entre os pequenos, buscando captar o quanto eles podem se aproximar e interagir, através da língua em comum, do cotidiano afetivo e das tradições comunitárias. “A visão que tive pra contar essa história está na oportunidade de criar laços entre crianças que, apesar de geograficamente distantes, partilham de valores e afetos, e que poderiam se conectar também a partir da língua portuguesa”, afirma a diretora.

Equipe

O roteiro do projeto é partilhado por Juliane Almeida e a cineasta Vanessa Fort e a co-direção é assinada pelo ator e músico Paulo Vieira. A produção executiva conta com a parceria de produtoras associadas no Tocantins, a Mixirica Produções e a BR 153 Filmes, e uma produtora associada em Cabo Verde, a Kriolscope Filmes.

A produção da série é financiada pelo Fundo Setorial do Audiovisual por meio da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), através da seleção pública “PRODAV TVs Públicas 2018”. A finalização é prevista para o fim de 2022 em diante
. (AF Notícias).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento