21/05/2019 às 08h51min - Atualizada em 21/05/2019 às 08h51min

“Vereadores não têm moral, prefeito é ruim e governo imaturo”, diz PR

Alberto Rocha - Alberto Rocha

Divulgação

Alberto Rocha

Paulo Roberto, PR, é um advogado criminalista conceituado. Já foi candidato a prefeito de Araguaína e é o atual presidente do PPS no Município. Paulo Roberto disse que já tem convite para assumir outros partidos grandes no Município, mas, por enquanto, vai aguardar.
 
Nesta entrevista ao portal de notícias otocantins, ele fala da administração de Ronaldo Dimas e do governador Carlesse, além da atuação dos vereadores, para quem dá nota 1. “Quem tem emprego na prefeitura não tem moral para fiscalizar nada. Precisamos reformular essa Câmara”, disse, afirmando ainda que Ronaldo Dimas é ruim como político, mas um bom administrador, e que falta amadurecimento político a Carlesse.
 
 
Que leitura o senhor faz da política em Araguaína?
 
O executivo passa por momentos difíceis; as grandes obras que o prefeito tentou implementar estão na mira do Ministério Público; as acusações são extremamente graves. Ronaldo Dimas é um bom administrador, mas um político ruim. Com todas as dificuldades, Paulo Sidney fez muito mais que ele.
 
Como ele é um político ruim se é um bom administrador?
 
Dimas não tem “liga” com o povo. Há um distanciamento muito grande entre Ronaldo e a sociedade; ele não gosta de dar satisfação do que faz; o povo quer saber o que está acontecendo lá dentro, o que entrou de recursos, onde foram gastos, quantos contratos. Ouvir dizer a Prefeitura tem cerca de 6 mil contratos, grande parte deles indicada por vereadores. Se isso for verdade, é só para fazer política. O Marcelo Miranda teve gestões desastrosas, mas o povo sente saudade dele, porque ele tem uma relação com o povo. O Siqueira Campos, do mesmo jeito.
 
Sua opinião sobre os vereadores
 
O Município não tem fiscalização do Legislativo. Dali só tiro três: Carlos Silva, professor Delan e o Divino Bethania. Eu queria que a polícia investigasse quantos contratos são indicados pelos vereadores. O vereador que tem emprego na prefeitura perde a autoridade para investigar o executivo. Quem tem emprego na prefeitura não tem moral para fiscalizar nada. Precisamos reformular essa Câmara.
 
E os nomes que já se lançaram pré-candidatos  a prefeito?
 
São péssimos. O Elenil é o único que o Ronaldo Dimas consegue ganhar a eleição.
 
E o candidato do governo?
 
Vai ser o Lázaro Botelho. Pode escrever o que estou dizendo.
 
Elenil e Lázaro, quem leva?
 
Acho o Elenil um candidato forte se ele tiver o apoio do Município.
 
E o Lázaro, com o apoio do governo?
 
Só se juntar todo mundo. Se rachar, perde. O Ronaldo não pode arriscar, ele tem de colocar alguém que ganhe as eleições.
 
E o candidato preferido do Ronaldo Dimas, Wagner Rodrigues?
Não o conheço, só sei que é o chefe de gabinete.
 
Sua opinião sobre a gestão de Mauro Carlesse?
 
Precisa de amadurecimento político. Mas vai ganhando espaço. Ele só vai mostrar  resultados no ano que vem;  por enquanto, ele está colocando a casa em ordem. Até agora ele só fez operação taba-buraco, pegou um estado arrebentado e devendo a Deus e ao mundo.
 
Qual seria a saída para Carlesse?
 
Melhorar a saúde e eliminar contratos desnecessários
 
Há um quebra de braço entre a OAB e delegados da polícia civil?
 
Não. A OAB luta e defende as prerrogativas do exercício da advocacia de acordo com a Constituição, sempre observando a legalidade e a liberdade. O que existe é um clima de respeito entre as duas instituições.
 
Paulo Roberto tem pretensões políticas em Araguaína?
 
A prefeitura de Araguaína é um sonho de qualquer um. Ouço dizer que até o Batista Capixaba quer ser candidato, mas tem gente aí que não tem condições de ser candidato a nada. Araguaína não aguenta mais analfabetos administrando. Os candidatos têm de estar acima do nível do Ronaldo Dimas; Araguaína não admite mais abaixo do Ronaldo, seria retrocesso.
 
O senhor  tem esse perfil de candidato?
 
Sim, eu me encaixaria perfeitamente nesse perfil de candidato que Araguaína precisa.
 
O senhor não poderia ser o candidato do governo?
 
Acho que não. O governo tem outros nomes, como Cesar Hallun, Lázaro Botelho, Elenil da Penha e outros.
 
E o Jorge Frederico?
 
O Jorge é um político profissional e sabe fazer política. Ele deu um xeque-mate  que tira a eleição do Elenil. Agora é esperar para ver para onde o Elenil vai, porque no MDB o candidato é o Jorge Frederico.
 
Quanto custa uma eleição em Araguaína?
 
A eleição de Araguaína é uma eleição cara. Para ter 70 mil votos o candidato precisa gastar de 12 a 15 milhões de reais. Para ser deputado, o candidato gasta de 5 a 6 milhões de reais.
 
O senhor gastaria tudo isso caso fosse candidato?
 
Como cidadão eu não me consigo ver comprando voto, isso é corrupção e eu não entro numa coisa desse tipo. Ou eu sou ético ou não sou ético.
 
O senhor é um advogado criminalista famoso, rico e realizado. O que o senhor ganha entrando na política?
 
Só o desejo de ser útil e de servir. Mas o melhor mesmo é ficar quieto. Mas eu tenho o desejo de servir à sociedade.
 
Dê sua nota para
 
Ronaldo Dimas - 2 para o político e 6 para o administrador.
 
Vereadores – tirando o Divino Bethania, Carlos Silva e o professor Delan, dou 1 para os demais.
 
Governador Carlesse- 6
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento