15/07/2021 às 07h51min - Atualizada em 15/07/2021 às 07h51min

PEC da vergonha pode quebrar o Tocantins bem no meio


Foto: Divulgação
 
Só me faltava essa. Tanta coisa útil para se fazer em Brasília em benefício da população e, agora,  me aparece mais uma daquelas  de dar calafrios pelo corpo.

A inútil Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 397/2017, mais conhecida como PEC dos Pioneiros, de autoria do ex-senador Vicentinho Alves, pode quebrar o Tocantins bem no meio, caso seja levada  a sério.

A estimativa é  que a PEC provoque rombos bilionários, além de levar o Estado para o buraco. O Tocantins não terá nenhuma condição financeira de bancar os 15 mil ex-servidores  aprovados no primeiro concurso público do Estado, mas exonerados pela justiça. 

Agora me respondam, tanto o ex-senador Vicentinho Alves, autor dessa porcaria, quanto o filho dele, o deputado federal Vicentinho Júnior, relator dessa bagaça:  como um Estado pobre como o Tocantins,  cuja economia  vem de serviços, vai aguentar  bancar essa  farra com o dinheiro público, que já é minguado? De onde virão os recursos? Diga lá, deputado, e ex-senador?

Só Deus  para nos livrar desse castigo eterno, pois, em Brasília, já ficou comprovado que falta bom senso e também juízo.  

ENTENDA

Em 1990, o Governo nomeou 15.910 candidatos detentores do título Pioneiro do Tocantins que foram aprovados no concurso com benefício de 30 pontos de vantagem em relação aos demais candidatos que não eram considerados 'pioneiros'.


Artigo de opinião - Alberto Rocha - Jornalista



 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento