19/05/2021 às 07h43min - Atualizada em 19/05/2021 às 07h43min

Secretaria da Saúde emite alerta para importância de completar esquema vacinal de crianças


Foto: Divulgação
 
Utilizadas como forma de estimular o sistema imunológico, as vacinas têm salvado vidas em todo o planeta, por ajudarem o organismo a produzir anticorpos que evitam as moléstias causadas por microrganismos. Apesar dos benefícios já comprovados, parte da população ainda tem resistência e acaba por não realizar a imunização.

Preocupados com o adoecimento das crianças tocantinenses, técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (SES) fazem alerta aos pais sobre a importância de completar o esquema vacinal estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS). “É importante reforçar sobre as baixas coberturas das vacinas de rotina em crianças menores de um ano e um ano de idade, pois isso pode levar ao retorno de doenças já erradicadas e até mesmo a óbitos”, destaca a gerente de Imunização da SES, Diandra Sena.

Segundo a superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Perciliana Bezerra, “a não adesão dos pais e responsáveis pelas crianças tocantinenses ao processo de vacinação pode levar ao adoecimento desse público por doenças imunopreveníveis. As 314 salas de vacinação de todo o Estado estão abastecidas de imunizantes e o serviço é totalmente gratuito”, enfatiza.

Dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI/MS) apontam que o Tocantins tem alcançado de 80% a menos, na cobertura vacinal de sete imunizantes de rotina, das crianças menores de um ano de idade.

As taxas de coberturas tocantinenses, de janeiro a abril de 2021, estão da seguinte forma: Pentavalente 80,9%; Poliomielite 80,5%; Pneumo 10v 79,6%; Meningo C 79,59%; BCG 70,93%; Febre Amarela 74,24%; Tríplice Viral (um ano de idade) CV 77,15%.
(Governo do Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento