26/04/2021 às 08h14min - Atualizada em 26/04/2021 às 08h14min

Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) promove capacitação técnica em avicultura


Foto: Divulgação
 
Com o objetivo de ofertar cada vez mais tecnologias e alternativas rentáveis de produção ao setor agropecuário, o Governo do Tocantins, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), realiza entre os dias 26 e 30 de abril, uma capacitação técnica sobre a cadeia produtiva da avicultura, ministrada pela professora Kênia Ferreira Rodrigues, da Universidade Federal do Tocantins, doutora em Zootecnia pela Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais.

O curso será realizado de maneira digital pela Plataforma Google Meet, com a participação de cerca de 50 técnicos do Ruraltins e entidades parceiras, trazendo uma abordagem geral sobre a criação de aves caipira envolvendo as fases de manejo, alimentação, instalação e equipamentos, sanidade, legislação sanitária, dentre outros temas, conforme explica a professora Kênia Ferreira Rodrigues.

“Vamos atualizar os conhecimentos técnicos nessa área e as principais linhagens criadas no Tocantins, destacando como deve ser o manejo, a biosseguridade no cuidado diário e como preparar os diferentes produtos para a comercialização. Além disso, a programação mostra quais são os programas, e o que se pode levar de novidade ao produtor rural na cadeia da avicultura. Durante os cinco dias do curso, as principais dúvidas relacionadas a nossa área de atuação serão esclarecidas, bem como os projetos que estamos desenvolvendo e os resultados. A ideia é preparar um material de excelência para os produtores do Tocantins”, afirma, complementando que no momento oportuno haverá a parte prática no campo.

Segundo o diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural, Marco Aurélio Vaz, a proposta do órgão é retomar o ciclo de capacitação dos técnicos, em adaptação aos novos tempos, observando a segurança individual e coletiva dos servidores.

“A nossa proposta é dar condições para que os profissionais do Ruraltins possam se qualificar de maneira segura e ofertar uma assistência melhor ao agricultor familiar com base na produção sustentável, e assim dinamizar, dentro das propriedades, essa atividade que vem se demonstrando viável e em crescimento, com mercado consumidor aquecido para proteína de frango. O que torna a avicultura uma fonte de geração de renda, contribuindo com a economia local e regional do nosso estado”, frisa o diretor

Oportunidade

A capacitação faz parte das metas do Convênio Oportunidade de nº 839847/2016, firmado entre Governo do Tocantins e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Executado em todas as regiões do Estado pelo Ruraltins, o convênio Oportunidade tem por finalidade fortalecer os serviços de assistência técnica e extensão rural, no sentido de garantir, ao agricultor familiar, melhorias na gestão da sua propriedade, favorecendo maior geração de renda e melhoria na qualidade de vida da sua família.

No Tocantins, 800 famílias de agricultores, com renda de zero a quatro salários-mínimos, estão sendo beneficiadas pela assistência técnica e extensão rural com as ações do convênio. Já os investimentos para os trabalhos de assistência técnica somam R$ 3,057 milhões, viabilizando os atendimentos por meio de oficinas, visitas de campo, bem como a aplicação de instrumentos e coleta de informações sobre as atividades que estão sendo acompanhadas, possibilitando assim a identificação das cadeias produtivas prioritárias nas propriedades.

Os produtores são assistidos pelas sete regionais do órgão, com a seguinte distribuição: Araguatins, com 128 agricultores familiares; Paraíso do Tocantins, com 100; Taguatinga, com 100; Miracema, com 108; Araguaína, com 100; Porto Nacional, com 124; e Gurupi, com 140.

Avicultura

A avicultura, é uma atividade dedicada à criação de aves para produção de alimentos, em especial carne e ovos, é bastante praticada tanto em grande escala, quanto em pequenas propriedades rurais.

No Tocantins, de acordo com o último Censo do IBGE, o rebanho é de mais de 7 milhões de cabeças, em 48.549 propriedades rurais.  Já os dez maiores produtores são: Palmeiras do Tocantins, Aguiarnópolis, Porto Nacional, Araguaína, Luzinópolis, Pugmil, Miracema, Paraíso do Tocantins e Cachoeirinha.

O Censo aponta ainda que a produção de ovos soma mais de 22 milhões de dúzias, em 34.956 propriedades tocantinenses.

O Ruraltins, por meio dos escritórios locais, acompanha o pequeno produtor com assistência técnica e transferência de tecnologias para obter os melhores resultados na atividade. O objetivo é alcançar melhor produtividade e atender, com qualidade, o mercado consumidor.
(Governo do Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento