12/03/2021 às 07h56min - Atualizada em 12/03/2021 às 07h56min

Em Palmas, prefeitura encontra comércios abertos durante fiscalização do decreto que suspendeu atividades não essenciais


Foto: Divulgação
 
A Prefeitura de Palmas notificou 29 comércios e aplicou um auto de infração em outro durante fiscalizações nesta quinta-feira (11). As empresas foram visitadas porque estavam abertas mesmo com o decreto que suspende atividades não essenciais na capital. O estabelecimento que recebeu o auto de infração teve tratamento diferenciado porque é reincidente na mesma irregularidade. Os demais foram notificados para que se adequem.
 
A operação começou durante a manhã. No período matutino, os fiscais de obras e posturas aplicaram 24 notificações e o auto de infração. Durante a tarde, mais cinco notificações foram aplicadas pela Vigilância Sanitária.
 
Segundo a prefeitura, também foram feitas orientações a estabelecimentos que tinham algum tipo de irregularidade, mas não estavam em funcionamento pleno. O decreto municipal permite que o comércio em geral trabalhe apenas com entregas, não sendo autorizadas retiradas nas portas das lojas ou atendimento nas áreas internas, por exemplo.
 
A gestão disse que a medida é para conter a circulação do novo coronavírus. O sistema de saúde de Palmas está em colapso, com filas de pacientes aguardando leitos e atendimentos. Nesta quinta o boletim municipal indica que a lotação dos leitos de UTI está em 91%. A cidade registrou em 24 horas o maior número de novos casos de Covid em seis meses.
 
O decreto com as medidas restritivas segue em vigor até 16 de março. A prefeitura não divulgou os nomes das empresas que estavam irregulares durante a fiscalização.
(Fonte: G1 Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento