11/03/2021 às 07h54min - Atualizada em 11/03/2021 às 07h54min

Defensoria Pública diz que fila por UTIs no Estado tem aproximadamente 60 pacientes


Foto: Divulgação
 

A situação da rede pública de saúde no Tocantins está ficando mais grave a cada dia. Nesta quarta-feira (10) a Defensoria Pública informou que a fila de pessoas que aguardam por um leito de UTI no estado já tem aproximadamente 60 pacientes. O número não é exato porque a lista é atualizada a todo momento com pessoas que conseguem vagas ou pacientes que não resistem e morrem antes de conseguir.

 

Além dos pacientes que precisam de atendimento para casos de Covid-19, a fila tem também pessoas com outras doenças que não estão conseguindo leitos.

 

Em Palmas o efeito mais visível da crise na saúde é a situação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). No sul da cidade, a ocupação de uma das UPA já ultrapassou os 100% da capacidade.

 

Nesta quarta-feira, uma das pessoas internadas no local era a dona Maria Vanusa Soares, de 44 anos. A família informou que ela está respirando com a ajuda de aparelhos, aguardando um leito de UTI que ainda não tem previsão de surgir.

 

Ela não é a única nesta situação. Durante a tarde, o estudante de farmácia Weverton Henrique procurou o local com dificuldade para respirar. Ele tinha estado na UPA na última semana, mas acabou mandando para casa sem ser atendido.

 

O aposentado João Rosa Oliveira está com sintomas da Covid e realizou exames, mas não consegue mostrar os documentos para os médicos. Ele voltou para casa após aguardar por três horas na fila da UPA.

 

A questão foi parar na Justiça com o Ministério Público e a própria Defensoria cobrando uma solução para a falta de vagas e por mais estrutura e equipamentos nas UPAs.

 

Nesta quarta, o defensor Artur Pádua se emocionou ao falar sobre a situação.

 

"A gente está avisando, tentando conciliação, tentando manter a ampliação de leito, mas... e agora nós estamos neste cenário. Eu estou aqui, assim, desculpe o desabafo. Mas eu estou aqui com um monte de paciente aqui no meu celular. Gente que está me ligando de madrugada, num desespero, porque conseguiu o meu telefone e sabe que a gente trabalha com isso. Então a gente está vendo... eu acabei de perder um paciente meu agora, que estava lá com a gente no atendimento. Atendendo a família, e não consegue", falou.


A Secretaria de Saúde de Palmas disse que tem 10 leitos de UTI contratados na rede privada e que no último dia 8 contratou mais 10. Sobre os atendimentos eletivos, disse que estão suspensos conforme recomendação do Ministério da Saúde por causa da situação epidemiológica e informou ainda que os boletins médicos dos pacientes são emitidos diariamente. (Fonte: G1 Tocantins).

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento