04/02/2021 às 11h42min - Atualizada em 04/02/2021 às 11h42min

Palmas é grande pelo esforço de sua gente guerreira e empreendedora e não por ações politiqueiras ou oportunistas


Créditos: Turismo Tocantins
 
Artigo de opinião - Alberto Rocha
 
Muito bom. Estudo recente realizado por instituições públicas e privadas coloca a capital do Tocantins, Palmas, entre as capitais mais propícias ao empreendedorismo do País. Deixando de lado o complexo de vira-latas, Palmas para a  nossa capital.
 
É claro que muitos vão querer tirar proveito político na boa notícia. A grandeza de Palmas. Que fosse uma conquista pessoal ou resultado de ações politiqueiras e oportunistas, tão comuns na capital do cerrado. 
 
Palmas é grande movida pelo espírito guerreiro e empreendedor de sua gente trabalhadora, que acorda cedo para enfrentar ônibus lotados todos os dias nos Aurenys, nas Arnos, Taquari, Luzimangues, de todos os cantos, para movimentar a economia da cidade. Palmas é grande movida pelo serviço prestado pelos servidores públicos, especialmente os concursados, que não estão agarrados nas costas de políticos.
 
Palmas é grande por si só, pelo sonho que assumiu de ser grande, independentemente de gestores políticos que, muitas vezes, passam parte do tempo dormindo na  poltrona confortável do poder ou se olhando no espelho da sala dos seus gabinetes luxuosos. 
 
Enquanto os poderosos se veneram, olhando para a beleza do próprio umbigo, o povo sofrido passa fome e se espreme em barracos de lonas, como acontece com os favelados da Capadócia e de outros setores esquecidos da capital.      
 
Alto lá espertalhões de plantão: não se envaideçam nem tirem proveito da boa notícia da grandeza de Palmas. Todos os méritos da grandeza da capital se devem ao sacrifício de um povo lutador que faz a cidade crescer a cada dia.

A Palmas que eu queria que fosse grande é a Palmas invisível, a esquecida, jogada às traças.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento