11/12/2020 às 07h49min - Atualizada em 11/12/2020 às 07h49min

Pesquisa de ceia de Natal realizada pelo Procon Tocantins encontra variação de até 245,44%


Foto: Divulgação
 
O Natal está próximo e para que as famílias palmenses se organizem para as compras de fim de ano, o Procon Tocantins realizou uma pesquisa de preço dos produtos da ceia.  A ação ocorreu nessa quarta-feira, 9, em oito supermercados da Capital. A maior variação encontrada foi de até 245,44% de diferença. O segundo maior percentual foi de 210,84%.

A pesquisa tem como objetivo permitir que os consumidores analisem os preços e assim consigam economizar. Ao todo, foram pesquisados 84 produtos entre carnes, azeites, bombons, farofas prontas, frutas, bebidas e panetones. A pesquisa completa pode ser conferida no site do Procon Tocantins.

Percentuais encontrados

A azeitona preta inteira de 200 gramas, apresentou o maior percentual de variação de preço, vendida entre R$ 5,15 e R$ 17,79, ou seja, uma diferença de 245,44%. Já em segundo lugar, ficou o azeite de oliva 500 ml, com variação de 210,84%, vendido entre R$ 8,49 e R$ 26,39.

Este ano, o vinho branco suave de 750 ml, foi o produto pesquisado que apresentou a terceira maior variação de preço, comercializado entre R$ 11,49 e R$ 30,89, uma variação de 168,84% nos preços.

Entre os panetones, a maior variação encontrada foi no mini panettone de 80 gramas, da marca Bauducco, com um percentual de diferença de 50,10%, vendido entre R$ 4,99 e R$ 7,49.

O superintendente do Procon Tocantins, Walter Vianna explica que é preciso ficar atento, uma vez que as variações de preços constatadas referem-se aos dias em que a pesquisa foi realizada. “Os preços praticados atualmente podem ser diferentes, já que podem sofrer alterações conforme a data da compra, inclusive, por ocasião de descontos especiais, ofertas e promoções. Além disso, lojas da mesma rede podem praticar preços diferentes”, alerta o superintendente.

Outros produtos

O Procon Tocantins, alerta ainda que preciso ficar atento aos demais produtos. Como a uva passa preta sem sementes, o quilo com um preço menor encontrado foi de R$ 20,89 e o maior de R$ 39,96. Para quem gosta de chocolate, a caixa de bombom sortido está custando entre R$ 6,45 e R$ 12,99. E a azeitona verde sem caroço de R$ R$ 5,99 a R$ R$ 13,39.

Nas carnes congeladas, a variação chega a 98,66%, como é o caso do quilo do peito de frango, comercializado de R$ 8,20 a R$ R$ 16,29.  O peru tradicional congelado teve pequena oscilação, com preço no quilo variando de R$ 20,98 a R$ 21,48, resultando em 2,38% de diferença.

O gerente de fiscalização do Procon Tocantins, Magno Silva, explica que apenas os panetones são pesquisados por marcas. “Exceto os panetones, a pesquisa não considera marca dos produtos, apenas o menor preço encontrado nas prateleiras de cada estabelecimento comercial”, afirma.

Dicas para o consumidor

Pesquisar é a melhor dica para quem quer economizar. O consumidor deve fazer uma lista dos itens necessários e procurar os estabelecimentos que apresentam, além de um bom preço, facilidades na hora da compra, como, por exemplo, proximidade, estacionamento, descontos, promoções e opções de formas de pagamento, entre outros.

Ao escolher quais alimentos irão para o carrinho de compras, é importante observar as informações que constam da embalagem: data de validade, lote, identificação do produtor/fornecedor, peso, medida, ingredientes, características nutricionais; presença do selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF) - se o alimento for de origem animal , e se contém ou não glúten - no caso de alimentos industrializados. Ao passar os produtos pelo caixa, se houver diferença entre o preço registrado e o que estava informado na gôndola, prevalece o menor.

Denuncie

Em caso de denúncias o consumidor deve entrar em contato por meio do Disque 151 ou utilizar o Whats Denúncia 99216-6840. Para formalizar a reclamação, o mesmo pode entrar no site www.procon.to.gov.br e clicar no banner “Faça sua Reclamação aqui”, preencher todos os campos e anexar os documentos solicitados.
(Governo do Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento