14/11/2020 às 07h41min - Atualizada em 14/11/2020 às 07h41min

Justiça manda Elenil tirar do ar ataque mentiroso contra a Prefeitura envolvendo cestas básicas


Foto: Divulgação
 
Decisão expedida pela juíza eleitoral Umbelina Lopes Pereira Rodrigues no início da tarde desta sexta-feira, 13 de novembro, determinou que o candidato Elenil da Penha (MDB) retire do ar imediatamente de suas redes sociais ataque contra a Prefeitura de Araguaína envolvendo distribuição de cestas básicas.
 
O candidato oposicionista usou a distribuição vídeo da distribuição normal de apoio público para moradores carentes durante a pandemia como uma suposta ação ilegal de compra de votos. A juíza rechaçou essa tese prontamente, dizendo que o eleitor precisa ser protegido de notícias falsas ou duvidosas como neste caso. “À Justiça Eleitoral cabe velar pela higidez e equilíbrio do processo eleitoral, garantindo que o eleitor seja preservado de notícias falsas ou duvidosas como no caso telado”, destacou a magistrada.
 
Reação

O uso político negativo do apoio estatal aos que mais precisam por parte de Elenil e seus aliado provocou reações do prefeito Ronaldo Dimas (Podemos). No campo administrativo, o gestor editou decreto nesta quinta-feira, 12, suspendendo todas as ações da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação até segunda-feira, 16 de novembro.
 
O documento é claro ao dizer que o objetivo é evitar interpretações equivocadas sobre o serviço público e também inibir a utilização indevida de imagens por parte de candidatos neste período eleitoral. Com isso, também se impede fraudes de falsos cadastros que, por ventura, candidatos ou pessoas ligadas a candidatos venham a fazer neste período com o objetivo de ganhar o voto do eleitor.
 
No campo político, Dimas apontou “desespero” e ato de “desserviço” na ação midiática de Elenil e seus aliados. Como ainda não vencemos a pandemia, o trabalho continua, graças a Deus, em menor escala. Usando de má fé filmam o trabalho sério realizado pela Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação e distorcem a realidade para fins eleitorais. Determinei a suspensão de todo e qualquer benefício até a próxima segunda. Peço compreensão àqueles que esperavam pelo benefício e informo que tudo volta à normalidade na próxima terça-feira”, explicou Dimas.
(Da assessoria do candidato).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento