02/11/2020 às 08h11min - Atualizada em 02/11/2020 às 08h11min

Baixa procura faz cidades do TO prorrogarem campanha de vacinação contra a poliomielite


Foto: Marcos Sandes/Prefeitura de Araguaína
 
A baixa procura fez com que cidades do Tocantins, como Palmas e Araguaína, prorrogassem a campanha contra a poliomielite até o dia 30 de novembro. A dose é aplicada para as criança de um ano a menores de cinco.

Em Palmas, até o final de outubro, apenas 40% das crianças tinham se imunizado. "A nossa meta é mais de 17 mil crianças e a gente vacinou sete mil. A gente pede que os pais e responsáveis procurem os centros de saúde. Já fizemos o dia D, mas ainda precisamos da colaboração dos responsáveis", disse a diretora de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Palmas, Marta Malheiros.

Marta informou que as unidades estão preparadas para receber os pais e as crianças. As salas de vacinação são exclusivas para quem vai receber as doses.

"Nós vamos começar a estratégia e intensificar a busca ativa. Os agentes das unidades de saúde sabem quem são as crianças da sua área e podem tentar fazer uma mobilização maior com os pais", disse a diretora.

Em Araguaína, norte do Tocantins, 41% do público alvo, que corresponde a 11 mil crianças, já estão vacinadas. Mas quem ainda não recebeu a dose, também terá até o dia 30 para buscar as unidades de saúde.

A Secretaria Municipal da Saúde também prorrogou a multivacinação para atualização da caderneta das crianças e adolescentes até 15 anos de idade e também a campanha de vacinação contra o sarampo.

“Estamos com muito atraso vacinal devido a pandemia de Covid-19, por isso a atualização da carteira de vacinação é extremamente importante. São campanhas grandes acontecendo ao mesmo tempo e precisamos que os pais nos ajudem nesta ação, levando as crianças até às unidades”, destacou coordenadora de Imunização do Município, Samila Braga.

A poliomielite também conhecida como paralisia infantil, é uma doença viral que pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total do corpo. Apesar de ser conhecida por afetar as crianças, também pode ser transmitida ao adulto que não estiver imunizado. Ela é transmitida por água e alimentos contaminados ou contato com uma pessoa infectada.
(G1 Tocantins).

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco pelo Whatsapp
Atendimento